Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Pozo em Sex Abr 04, 2014 4:11 pm


Uma manhã qualquer no Distrito Alabaster, um momento de reflexão de Sheila na mansão Heidmarch. Dentre inúmeros nomes indicados por antigos companheiros e influentes e novos conhecidos, ela se depara com quatro deles, então, questiona-se sobre suas escolhas. Num de seus insight momentâneos, após uma reflexão interior, ela já sabe o que fazer, um teste. "Apenas um teste será necessário para ter certeza, afinal, não estou lidando com estúpidos ... espero." Sheila ainda confia em sua experiência na escolha das pessoas, ela e seu companheiro, Sir Canayven, são os primeiros representantes da Casa Pathfinder em Varisia, e não podem desperdiçar a chance de formar um grupo competente para essa missão.

Kaito:
A Grande Casa da Sociedade Pathfinder de Absalom enviou um jovem, porém não inexperiente, para Magnimar. Ele ouviu as histórias da "Cidade dos Monumentos" em sua viagem, das lendas da fundação e de seus heróis.  Mas o importante naquele momento era mostrar seu valor. Embora novato entre os Pathfinders ele representava o grupo na cidade, naquele missão específica. Ainda um mistério, somente tinha recebido informações sobre os responsáveis pela Casa na cidade. Sheila e Sir Canayven Heidmarch, aventureiros que vagaram pelo mundo até se alojarem naquela cidade. Realmente não era um escolha aleatória, a visão inicial daquela cidade era estonteante.
Kaito vai conhecer a cidade antes, ou partirá direto para a Mansão Heidmarch? Quais seus objetivos naquele momento? Ele chegou pelo porto, na região de Beacon´s Point.

Dubaran:
Beacon´s Point, onde tudo começou a anos atrás, enquanto Dubaran caminhas pelas ruas que lhe apresentaram a "Cidade dos Monumentos" sua face deixa claro para os desavisados que ele tem poucos amigos, ou sequer está interessado em fazer novos. Ele retornou àquele lugar apenas por um motivo, pragmático como sempre, para ver o que os supostos "amigos" de seu falecido pai tem a lhe oferecer, não como um favor, pois ele não precisa disso, ele se garante, e se a proposta não for interessante ele vai simplesmente rejeitar e deixar claro que não é mão-de-obra barata, sequer servo de traidores imundos. Ao chegar no secretariado geral da Most Excellent Order of Smiths ele encontra um envelope endereçado a ele por Morina Dfimgordweft, anã sub-intendente geral da guilda, um nome que não ouvia a tempos.
Ao abrir ele encontra a carta de Sheila, quais os planos de Dubaran?

Sórce:
Chegou o dia! pensou com ele mesmo Sórce. Não foi fácil conseguir essa indicação, se não fosse a falsificação de certos “antecedentes”, e o xaveco jogado em cima de Xavier, um dos mais influentes comerciantes no Bazaar of Sails no Dockway, que lhe permitiram encontrar o tal cara importante, que nem mesmo o nome lembra mais (afinal, para que servem nomes, não é mesmo), … retomando a linha de raciocínio em sua mente um tanto quanto confusa… se não fosse esse tal cara "fudido" em Keystone ele não estaria com a carta na mão, sim, uma indicação para para a,  … sim… Sociedade Pathfinder.
Quais os planos de Sórce? Vai direto para a Mansão Heidmarch? Ou procurar algo a mais pelas ruas de Magnimar?

Skirish:
As poucas semanas naquela cidade já fizeram com que Skirish se acostumasse com o ambiente urbano, com a sensação de liberdade e oportunidade. Embora a "luta" de gladiadores na Serpent´s Run tenha sido algo um tanto quanto inócuo, apenas uma  conjuntura proprícia que levou a um encontro inusitado, foi naquele lugar que teve contato com Sir Canayven. A conversa, curta mais direta, com certeza foi o motivo para a carta recebida posteriormente. Provavelmente o tocante da relação entre ela e grupos libertários ligados a Andoran seja o motivo, enfim, não importa, essa é uma grande oportunidade de demonstrar sua fé na liberdade e sobreviver nessa cidade. Onde em Magnimar Skirish tinha se hospedado? Quais as ações dela nesse momento?

Irulan:
Distrito de Naos, um pequeno bairro onde estão localizadas shoppings de alta classe, restaurantes, escritórios, centros comerciais,  e principalmente, onde está localizado o maior centro religioso de Magnimar, a grandiosa Catedral de Abadar. Foi lá que Irulan cresceu, aprendeu e estudou toda sua vida. O movimento pelas ruas do Distrito de Naos, e sua importância comercial (sobretudo pela presença da Catedral como Banco e central de agiotagem da cidade) fez com que ela conhecesse certas pessoas e certos lugares, mas sobretudo, que ela conhecesse um pouco da história que sempre a fascinou, sobre os estonteantes monumentos de Magnimar e suas habilidades místicas. Muitos comentam sobre a "magia" por detrás dessas obras, como boatos, mas poucos tem certeza, como ela, das habilidades concedidas durante as meditações dedicadas a elas. Mas o tempo urge e a hierarquia é um dos preceitos sagrados da Igreja, principalmente sob o comando do Procurador Jyronn Imikar. Ela foi selecionada para trabalhar em conjunto com a Loja da Sociedade Pathfinder na cidade, fundada a pouco, e o dia chegou. O futuro é incerto, mas de uma coisa ela tem certeza, os monumentos podem lhe ajudar no que está por vir.
Quais os passos de Irulan? Sobre os monumentos e suas habilidade místicas tem esse site de resumo. Se estiver com dificuldade posso traduzir resumindo.


Guia: Distritos de Magnimar / Mapa / Localização Individual / Carta de Sheila.


Última edição por Pozo em Dom Abr 13, 2014 7:24 am, editado 6 vez(es)
avatar
Pozo
Admin

Mensagens : 1087
Data de inscrição : 23/03/2014
Idade : 37
Localização : Osasco

Ver perfil do usuário http://shatteredbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Dubaran Harmusgun em Sab Abr 05, 2014 10:27 am

Morina..., refletiu o anão, quase havia me esquecido desse nome. Dubaran toma o envelope em mãos e o lê com sua habitual expressão carrancuda.

Surpreso com a mensagem ali contida, ele dobra o papel, coloca de volta no envelope e o guarda em sua mochila.

Mas que diabos essa mulher quer? Como ela me conhece?, Dubaran deixa o secretariado sem pronunciar uma só palavra com quem quer que passe por ele e, a passos largos, toma o caminho em direção à mansão Heidmarch.

avatar
Dubaran Harmusgun

Mensagens : 533
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Mano Sórce em Sab Abr 05, 2014 4:02 pm

Pronto! Agora é só não fazê cagada! Ele levanta o braço e dá uma fungada, avaliando a situação, mas o resultado parece agradá-lo, afinal, agora o pagamento pelos seus trabalhos é só seu, e portanto há verba suficiente para um local um pouco melhor. Mas nada muito bom, ainda. Ele pode mais, e sabe disso, mas passar uma boa impressão na reunião de hoje é essencial. Então ele garante que suas roupas estão razoavelmente limpas, pega a mochila a qual juntou dinheiro por várias semanas para conseguir comprar, carrega-a com seu equipamento pois um homem preparado valer por dois, e parte em rumo aos distritos abastados.

Ele nunca andou por lá com muita tranquilidade, sempre preocupado em não ser visto pelos guardas e mesmo pelos moradores, e embora agora tenha um motivo justo para perambular por alí, hábitos antigos não morrem facilmente. Ele anda meio de cabeça baixa, olhando de canto de olho para os arredores, mas não há nada que ele queira além de chegar no horário à sua reunião com a Venture-Captain.

Relativamente limpo e arrumado, não há nada mais que eu queira faze além de chegar ao local e ter minha missão para ver se ganho uns trocados.
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 472
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Kaito (jefersonlucas) em Dom Abr 06, 2014 11:38 am

"Preciso causar boa impressão, afinal é minha primeira missão nessa cidade. Já que cheguei no porto, terei que atravessar a cidade até o distrito. Vou aproveitar o tempo que tenho e conhecer a cidade durante o trajeto até a mansão. Principalmente a tal ponte."

Sua vontade mesmo era conhecer os bons ferreiros e hospedarias da cidade, fazer um reconhecimento da área, mas não é imprudente ao ponto de atrasar-se. Portanto, Kaito fará o reconhecimento possível da cidade no trajeto até Sheila e Sir Canayven, mas com a esperança de poder ter mais tempo livre após a missão para conhecer esta bela cidade.

"Não deixarei nenhum companheiro morrer nessa missão".
avatar
Kaito (jefersonlucas)

Mensagens : 87
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Monumentos e brincadeiras em Magnimar

Mensagem  Pozo em Dom Abr 06, 2014 3:03 pm

O caminho do Distrito Beacon´s Point até Alabaster não é o dos mais rápidos, uma caminhada e tanto. Passando pela Dockway, subindo pelo Distrito Capital, até alcançar a região de mais alta renda na cidade são quase duas horas de caminhada!

Sórce e Dubaran, embora moradores de Magnimar, não possuem um conhecimento tão aprofundado da cidade, eles sabem lidar com os moradores, conhecem os perigos e, sobretudo o feiticeiro, reconhece certas marcas de gangues. Mas mesmo um recém chegado como Kaito pode se guiar, seguindo as ruas paralelas às docas, guiando-se pela informações adquiridas na viagem ou de oficiais que patrulham as ruas.

Em Beacon´s Point um dos monumentos impressionantes da cidade se apresenta, conhecido como “"A Batalha de Charda"” a estonteante obra tem cerca de 10 metros de altura e apresenta três enormes behemoths atacando a cidade. Em Dockway, embora menor mas não menos relevante, a obra “Olhos de Falcão” exibe o combate de dois arcanos, aparentemente gêmeos, contra aranhas gigantes. Ao subiram ao Distrito Capital a maravilhosa torre feita de mármore no caminho da avenida principal, chamada “Indros cul Vydrarch”, conta a história do lendário combate do paladino de Aroden, Indros, contra o monstro Vydrarch, gigantesca serpente de duas cabeças. Outras incríveis obras se espalham pela cidade, em caminhos diferentes dos tomados pelos nossos protagonistas.

Contudo, no percurso, eles passam pela região das docas de Magnimar, próximo ao Distrito de Underbridge. Nas proximidades um grupo de crianças, cerca de dez pequenos aparentemente desprovidos de recursos para sobreviver dignamente. Sujos, brincando descalços pelas ruas, partem em direção a um estranho na cidade, Kaito, utilizando ele como centro de um “tipo” de brincadeira de "pega-pega". Riem muito, em voz alta, e “divertem” o estranho. Próximo ao evento vendedores e transeuntes riem dos pequeninos, enquanto mulheres observam com um olhar repreensivo. Sórce está entre aqueles que observam, mas não se preocupa, aquilo não lhe interessa. Distante, a cerca de 30 metros de distância, o olhar atento de Dubaran percebe um certo tumulto.

#1 Perception vs Sleight of Hand [20] Kaito 5+4 = 9
#2 Sense Motive (Hunch) [20] Dubaran 11+4 = 15
#3 Sense Motive (Hunch) [20] Sórce 3-1 = 2

Depois de algum tempo as crianças saem, brincando da maneira que chegaram, mas com um sorriso a mais no rosto. Ao parar para observar a obra “Indros cul Vydrarch”, (ou caso Dubaran lhe avise da estranha "traquinagem das crianças", e suas suspeitas)  Kaito observa que algumas de suas moedas desapareceram. Assim, mesmo se movendo para manter certa distância das crianças, desconfiado com o que ocorria, durante a suposta "brincadeira" nas docas ele foi roubado, perdendo com isso 3 de suas peças de ouro. Aparentemente, o jovem estrangeiro e suas roupas extravagantes chamaram mais a atenção do que ele pretendia...


Última edição por Pozo em Dom Abr 06, 2014 3:38 pm, editado 14 vez(es)
avatar
Pozo
Admin

Mensagens : 1087
Data de inscrição : 23/03/2014
Idade : 37
Localização : Osasco

Ver perfil do usuário http://shatteredbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Mano Sórce em Dom Abr 06, 2014 10:35 pm

Óia os mano traíra véi! Nem chamaro pra dividí os spoil!

O afro-descendente realmente não está interessado no que se passa. Mas deveria. A visão das crianças lhe traz memórias demais... a história se repete neste mundo cíclico maldito. Quem sabe um dia ele faça algo a respeito, mas para isso ele precisa estar no local à hora certa, e assim ele ignora qualquer comoção que possa atrasá-lo. Afinal, as docas são um mar de acontecimentos estranhos, e bem por isso ele tenta olhar para o outro lado quando passa pelo homem de armadura brilhante.
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 472
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Dubaran Harmusgun em Seg Abr 07, 2014 6:15 pm

"Humpf, pobre diabo", reflete Dubaran, "com certeza não é daqui. É bom que ele aprende a ser mais atento".

O anão continua a passos largos em direção às mansão Heidmarch.
avatar
Dubaran Harmusgun

Mensagens : 533
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Kaito (jefersonlucas) em Ter Abr 08, 2014 10:05 am

"Essa piazada ... mas beleza, três peças não vão fazer lá muito diferença depois de completada a missão da senhora Sheila. Mas por que será que vieram em cima de mim? Será que o burrico tá chamando muito a atenção? Hahahahaah, deve ser a foice"  Laughing 

....

"Mas vou tomar cuidado redobrado, afinal, ser roubado por crianças não é algo pra se orgulhar. E nem pra matar também ... bom, talvez o chefe deles ... vou me lembrar da passagem por Indros cul Vydrarch e um dia eu volto pra retribuir o favor."  Twisted Evil

Kaito continua o caminho no seu ritmo, fazendo um mapa mental do caminho e tomando mais cuidado com seus poucos dinheiros.
avatar
Kaito (jefersonlucas)

Mensagens : 87
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Pozo em Qua Abr 09, 2014 10:15 am


A caminhada até o Solar  Heidmarch é tranquila no interior do Distrito Alabaster, depois de alguns minutos, cortando caminhos e seguindo por vielas, Sórce é o primeiro a alcançar a clássica construção que está posicionada próximo aos portões orientais da cidade. Todo o terreno está cercado por um muro de pedra, porém o portão principal está aberto, convidativamente apresentando uma bela residência.

Ao adentrar no Solar, um rapaz muito bem vestido aproxima-se descendo as escadas da entrada principal. Ao ser questionado sobre a reunião marcada com Sheila, o jovem se dirige a todos dizendo "Sinto muito, Sheila está envolvida em uma reunião importantíssima, por esse motivo seu encontro sofrerá um pequeno atraso. Poderia aguardar no vestíbulo? É por aqui, só me acompanhar, por favor..." , e movendo a mão indica o caminho que segue na frente. Depois de cerca de dez minutos Dubaran chega, seguido, após cinco minutos, por Kaito. Aos poucos os recém contratados pela primeira Casa Pathfinder em Magnimar se conhecem, apenas imaginando os motivos que os trazem para o misterioso "serviço".

Roleyplay, descrevam-se e impressões iniciais.
avatar
Pozo
Admin

Mensagens : 1087
Data de inscrição : 23/03/2014
Idade : 37
Localização : Osasco

Ver perfil do usuário http://shatteredbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

1

Mensagem  Skirish (Blackout) em Qua Abr 09, 2014 11:08 am

Sabe-se lá o verdadeiro motivo para o homem que se entitulava Sir Canayven e sua esposa terem-lhe enviado aquela carta através de um mensageiro, mas ela preferiu acreditar que suas apresentações na Serpent Runner's o haviam lhe motivado a fazê-lo. Foi suscinta com ele, como sempre era com qualquer um que se aproximasse e tentasse algo mais civilizado do que um aceno. Não era o caso de não saber conversar... Era a falta de interesse nisso que lhe prejudicava.

Já havia passado uma semana em Magnimar e estava hospedada em uma estalagem simples no Distrito Capital. Havia escolhido uma que não chamasse muita atenção de clientes. Não gostava de ser perturbada - Também - durante seus momentos de repouso. Apesar dos sete dias passados ali, não houve muito tempo pra conhecer alguns pontos, e em específico o Distrito Alabaster. Ouvira dizer que la era o local para a elite de Magnimar e com certeza o mais rico dos distritos.

Isso aguçara seus instintos de ladinagem, mas não iria se entregar a esse tipo de distração nesse exato momento. Estava um tanto preocupada e interessada na carta que recebera, e quantidade de guardas espalhados por aqui e ali, também não lhe animava. Como nao havia horário exato para comparecer à Mansão Heidmarch, decidiu adiar um pouco a sua visita. E como a mansão ficava exatamente no distrito que ela desejava conhecer melhor... Achou propício observar a mansão e seus arredores antes de ir pra lá. Talvez, conhecer uma rota alternativa de fuga fosse necessária.



xxx

Checar o Distrito Alabaster e mais tarde a Mansão - Por fora -  onde haveria o encontro com Sheila. Pretende ir ao encontro no fim da tarde, antes do anoitecer.


Última edição por Skirish (Blackout) em Qua Abr 09, 2014 3:55 pm, editado 1 vez(es) (Razão : Erro a respeito de quem lhe entregara a carta.)
avatar
Skirish (Blackout)

Mensagens : 373
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 34
Localização : Salvador — BA

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Dubaran Harmusgun em Qua Abr 09, 2014 1:58 pm

Dubaran chega na mansão esbaforido, tamanho empenho em se manter apressado para saber o que essa estranha quer com ele. Ao contrário do rapaz bem vestido que o atendeu, o anão está com o seu peitoral de malha e roupas surradas, com um manto negro e peles o cobrindo, como se não quisesse muito mostrar seu rosto. Em suas costas repousam uma espada grande, três javelins e um escudo de madeira, que demonstra que ele é um homem preparado para o combate, sendo possível, ainda, observar um pingente com o formato de um anjo de cinco asas bradando uma espada, preso a um colar rústico.

Sua barba é longa e negra como a noite, seus olhos azuis contrastam com a rigidez de seus músculos faciais, que parecem nunca alterar a feição carrancuda expressada por Dubaran, que possui cerca de 1,20 metros e mais de 120 quilos de músculos e robustez.

O anão apenas balança a cabeça em sinal de concordância com o serviçal e se dirige até a sala. Ao chegar lá nota a presença de alguém, o qual apenas dirige um olhar desconfiado e, sem pronunciar uma palavra procura se acomodar em alguma cadeira no recinto.

(...)

Com a chegada do outro homem, Dubaran apenas pensa "o forasteiro de Beacon´s Point" e complementa seu pensamento, "pelo visto essa Sheila detém mais influência do que eu imaginava, alcançando além das fronteiras de Magnimar".

Dubaran permanecerá silente e olhando em direção à porta aguardando o chamado do serviçal para conversar com Sheila, a não ser que alguém lhe dirija a palavra.


Última edição por Dubaran (lumbreras) em Qua Abr 09, 2014 3:43 pm, editado 2 vez(es) (Razão : Correção de erros de português e pensamento.)
avatar
Dubaran Harmusgun

Mensagens : 533
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Pozo em Qua Abr 09, 2014 4:48 pm

Skirish:
O Distrito Capital é bem vasto e onde estão localizadas as estruturas administrativas da cidade, contudo o destaque é o incrível monumento conhecido como Cenotaph, uma das maiores estruturas da cidade. Aparentemente a obra é um monumento dedicado a um dos fundadores da cidade, já no entorno um cemitério com catacumbas está bem localizado, um espaço onde grupos religiosos mantém sua influência.
Seguro em grande parte por forças milicianas da cidade, o Distrito possui poucas opções para se instalar, a mais em conta é Soralyon Shield, uma hospedaria que erige em sua entrada o símbolo de um dos lordes imperiais mais cultuados na cidade. O preço "salgado" de 1 peça de ouro por noite iria levar Skirish a falência, mas a oportunidade apareceu.

O "passeio" pelo Distrito Alabaster denotou algo interessante, além de ser o lugar mais abastado da cidade, é o único que não contém suntuosas estruturas monumentais. Entretanto, lá estava localizado o grande Serpent's Run. Além disso, vilas nobres particulares, e um grande parque, Alabaster Park. Quanto a rotas de fugas, enfim, o Solar Heidmarch é cercado por um muro impressionante, mas não impossível de ser escalado. De qualquer forma, durante o dia todo o terreno é aberto, deixando um ar convidativo para visitantes.

Poucos minutos depois de Sórce, Dubaran e Kaito se conhecerem, aparece uma figura diferentes no vestíbulo do Solar ... Skirish.


Última edição por Pozo em Qua Abr 09, 2014 8:58 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Pozo
Admin

Mensagens : 1087
Data de inscrição : 23/03/2014
Idade : 37
Localização : Osasco

Ver perfil do usuário http://shatteredbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Yo!

Mensagem  Mano Sórce em Qua Abr 09, 2014 7:54 pm

Eu pudia tê comprado umas ropinha nova né mano, mas nããão, agora tem concorrência na parada, i se eu perdê essa meus parça da base vai fica di cara!

Um neguinho afro-descendente de estatura mediana já estava sentado quando os outros chegaram, mas permaneceu quieto por um tempo. Não é forte, mas também não é raquítico. Seu cabelo rastafari descuidado dá a impressão de que ele não se preocupa muito com a aparência. Assim como o anão recém-chegado, suas roupas simples de viajante estava bem surradas, embora ao seu lado estivesse uma mochila brilhando de nova. Junto da mochila está um bastão de madeira largo, com 1,60 de comprimento, também bem surradinho. O tempo passa e a espera começa a incomodá-lo, e então ele abre os braços à sua curiosidade, abrindo a conversa a todos, mas falando mais diretamente com Kaito e com Dubaran, claramente de armadura:
"Rapá, tá quenti hoje heim? Diz aí, cumé que guenta um sol desses todi armadura?"
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 472
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Kaito (jefersonlucas) em Qua Abr 09, 2014 10:59 pm

Kaito após deixar seu burrico com os responsáveis na mansão, se aprochega tranquilo até a sala onde fora indicado e encontra os outros dois na sala.

"É ... dois baixinhos. O anão dá conta. Já esse do rastafari não sei ... vai me dar trabalho proteger esse aí .... o lance é sempre deixar ele à vista e próximo para investir num inimigo caso chegue mais próximo. O anão é diferente, tem porte de guerreiro, boa armadura ... o pretinho é magricela, anda de cajado, deve ser mágico   scratch  ...... vixe o ar aqui tá tão tenso que daria pra cortar ele no mei..."

"Rapá, tá quenti hoje heim? Diz aí, cumé que guenta um sol desses todi armadura?"

Kaito fica até feliz com a pergunta e continua o papo, aproveitando a deixa, numa boa.

"Muito prazer. Me chamo Kaito. Kaito Jaspers. Olha, não é fácil aguentar não, mas depois de muito treinamento a gente acaba acostumando, sabe. Difícil mesmo é quando estamos na mata e precisamos dormir de armadura, aí rapaz, a gente acorda moído feito graveto de trilha batida.  Very Happy  Os senhores também são da Society?"

Quando a novo integrante chega, Kaito pensa consigo:
"Tá aí uma mestiça que não se vê todo dia ..."  pirat
avatar
Kaito (jefersonlucas)

Mensagens : 87
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

2

Mensagem  Skirish (Blackout) em Qui Abr 10, 2014 7:58 am

Havia visto tudo o que queria. Dentre casarões, mansões e edificações de alto luxo, o distrito Alabaster se erguia sem modéstia alguma.  Porém a ausencia dos monumentos fez com que ela não o apreciasse como se encantara com o distrito Capital. O Serpent's Run ficava ali, e ela já havia dado algumas voltas no Alabaster Park, que apesar de bonito nao se comparava com o majestoso Cenotaph do distrito Capital. Tendo concluído sua caminhada, dirigiu-se a mansão de Sir Canayven e sua esposa.

A construção era enorme, cercada por um muro que apesar de oferecer segurança, não era difícil de ser escalado. E de fora, só conseguia enxergar isso. Na frente, um portão estava escancarado, convidando qualquer um entrar, e exibindo uma linda residência. - Solar Heidmarch. Aqui está você. - Disse ela a si mesma antes de caminhar a passos lentos entre os portões. Foi recebida por um rapaz pomposo e de roupas elegantes, que lhe disse cuidadosamente que Sheila encontrava-se em reunião e que ela deveria aguardar junto com os demais no vestíbulo. - Demais? - Pensou ela. Mas sem se dar tempo pra titubear, seguiu o caminho indicado.

Lá dentro, três homens repousavam. O primeiro deles tinha pela escura e os cabelos embaraçados formando tufos sujos no alto da cabeça e indo pescoço abaixo. Com um bastão em mãos e roupas de andrajo, só não foi confundido com um mendigo por causa da mochila que carregava consigo. O segundo andava quase remando de tão largo e musculoso. Pela altura só podia ser um Anão. Usava um manto de peles enorme, mas ainda assim Skirish conseguia ver a espada nas suas costas, além das três pequenas lanças. Provavelmente estava usando armadura... Mas ela não conseguia dizer de que tipo era apenas o observando de costas.

Não gostava muito de como os Anões em geral a ficavam encarando, mas costumava ignorar esse tipo de coisa quando acontecia. O terceiro usava armadura pesada e carregava uma Foice consigo. Não era uma arma muito comum no cenário de gladiadores, mas com certeza era do tipo que causava bastante estrago. Não tentou ser furtiva, apenas parou na entrada do vestíbulo observando os que ali estavam. - Todo mundo aqui recebeu aquela carta? - Pensou ela, lembrando do quão genérica fora a carta recebida. Não disse nada. Apenas encostou-se em uma das paredes e ali ficou, observando o ambiente, seus "companheiros"e sua esperança de trabalhar sozinha, voando por aí a fora.




xxx

Skirish tem os cabelos escuros e sebosos amarrados na nuca em rabo de cavalo trançado. Tem olhos grandes negros  e curiosos, que acompanham e combinam com a cor escura do seu cabelo. Pequenas presas escapam da sua boca e a eterna expressão carrancuda lhe acompanha pra todo lugar. É alta, chegando a atingir 1,82m e possui o corpo de quem faz exercícios físicos praticamente todo dia. Veste couro batido e do lado direito do seu corpo está pendurada uma Espada Curta. Duas bainhas com mola, equipadas com Adagas, estão presas aos antebraços, e mais três delas estão penduradas no seu cinto, junto com uma Funda e munição pra ela. Um escudo pequeno está preso as suas costas. Arranhões, hematomas e cortes no braço e rosto podem denunciar que ela esteve em combate recentemente.
avatar
Skirish (Blackout)

Mensagens : 373
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 34
Localização : Salvador — BA

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Dubaran Harmusgun em Qui Abr 10, 2014 6:59 pm

Dubaran ouve a indagação do homem de cabelo exótico e pele negra. Antes que pudesse responder, o outro armadurado se antecipa e o responde. "Tagarela", ele pensa, para em seguida se dirigir aos dois:

"A armadura de metal é a segunda pele dos anões, Bob Marley é como perguntar a um tatu se ele se sente bem em sua carapaça", diz Dubaran, que parece franzir menos a testa, o que, para ele, talvez seja a maior demonstração de simpatia.

"Kaito Jaspers, hum... Pelo visto não é daqui, não é mesmo?", o anão questiona enquanto passa a mão esquerda pela barba, reflexivo. "E você do cabelo estranho, é oriundo de Magnimar?" antes de esperar a resposta, continua "A propósito, me chamo Dubaran Harmusgun. Vocês também receberam uma carta dessa tal de Sheila?", quando Dubaran ameaçou sorrir para os dois tentando ser amistoso, a meia-orc adentra a sala. No mesmo instante, ele para de falar e dirige a ela um olhar penetrante, voltando ao seu ar carrancudo de segundos atrás.

Após encará-la fixamente, Dubaran desvia o olhar e cospe no chão. O anão não faz questão de esconder seu incômodo com a presença daquela mulher ali.
avatar
Dubaran Harmusgun

Mensagens : 533
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Kaito (jefersonlucas) em Qui Abr 10, 2014 7:01 pm

"não sou daqui não, sr. Dubaran. Sobre a carta, recebi sim, mas foi bastante genérica."
avatar
Kaito (jefersonlucas)

Mensagens : 87
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Mano Sórce em Qui Abr 10, 2014 8:02 pm

O neguinho olha pro anão com uma cara de descrença e revolta. Ele se levanta, vai até o cuspe do anão e esfrega o sua botina esgualepada em cima até que o negócio seque. Ele olha feio mais uma vez para o autor do disparo e volta a sentar no seu lugar. "Falta de respeito maluko, cuspí na casa dus otro! E eu moro aqui sim, desde piquininnho. O nome é Sórce. Tava achando que o trabalho era só pra eu, mas pelo visto é pra junta uma galera. É que tipo, eu não so das arma e tals, e vocês não parece muito das arcana e pá. Mas vê se não vai cuspi na frente da Sheilinha rapá, que se num tá na tua casa! E sê devia di pedi descupa pra moça, si tu fosse home!"

Ainda com sua revolta aparente, ele se vira pra Kaito. "Sê viu isso truta?"

avatar
Mano Sórce

Mensagens : 472
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

3

Mensagem  Skirish (Blackout) em Sex Abr 11, 2014 8:26 am

Com a maioria não fora diferente. Amor a primeira vista. Pensou o que seria pior... Encarar vários Anões furiosos ou uma tribo de Orcs que soubesse que ela convivia com o lado oposto ao sangue tribal. E esse era apenas um dos lados de uma moeda com duas "caras". Decidiu que aquele gesto ignorante não lhe afetaria. Até porque, depois de ter lutado com alguns, aprendeu que não se julgava um oponente pelo seu tamanho. Mas adotaria aquela como a primeira mancada de muitas.

Já havia aberto as mãos pra sacar as adagas na bainha presa aos pulsos caso ele partisse pra  um ataque. Mas, antes mesmo que fizesse qualquer coisa, o homem baixinho e de cabelos reagiu de modo revoltado. Aparentemente ele conhecia a dona da casa  - Muito embora seus trajes gritassem o contrário - e responsavel pelo convite. Por isso, achou que ele merecia atenção no que falava. - Eu não me importo. Acho até melhor quando não sou eu quem começo... - Disse ela desinteressada e reticente, ignorando o Anão.

- Sheila. Sua amiga? - Perguntou ela se dirigindo ao homem escuro, que dizia se chamar Sórce, ou algo do tipo. Seu interesse era claramente em saber algo mais sobre a mulher que lhe convidara até ali por meio de uma carta. Sabia apenas que era abastada, esposa de Sir Canayven e se chamava Sheila... Precisava de um pouco mais.
avatar
Skirish (Blackout)

Mensagens : 373
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 34
Localização : Salvador — BA

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Mano Sórce em Sex Abr 11, 2014 10:26 am

Ele parece meio envergonhado com a pergunta, mas responde. Ó, a gente nunca foi apresentado tipo, certinho e pá, mas ela é bem conhecida na cidade. Diz que foi ela que abriu a lódja da Pétifainder aqui, aí se sabe né, começo a chove de trabalho e tals... mas se você num é daqui a coisa deve se meio cabeluda... Vai sabê!
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 472
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Dubaran Harmusgun em Sex Abr 11, 2014 12:46 pm

Dubaran resmunga alguns comentários no idioma de sua raça enquanto observa a reação de Sórce e da mulher.

Ranzinza, ele diz "espero que isso não demore mais do que o necessário", depois volta a fixar seu olhar para a porta a espera de Sheila ou de um de seus serviçais.
avatar
Dubaran Harmusgun

Mensagens : 533
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Kaito (jefersonlucas) em Sab Abr 12, 2014 8:17 pm

Kaito repara nesse quebra gelo e se lembra que já esteve em situações bem, bem piores e até agradece em pensamento por ninguém ter começado uma briga ali. "Mas, porra, difícil pra caralho essa moage entre as raças. Queria ver a porra dessa putaria se uns chifrudos aparecessem por aqui hahahaha"

"Então né, esse lance aí de cuspir na casa dos outro não é um costume bem aceito entre os humanos, sr. Dubaran, como o Sórce disse ali. E você, das "adagas", relaxa que aqui ninguém quer te matar não. Ainda mais dentro da casa da chefa. E pelo visto a merda é séria. Pra ela tá formando um grupo desse nível ... ninguém aqui parece ser iniciante.
avatar
Kaito (jefersonlucas)

Mensagens : 87
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Mano Sórce em Sab Abr 12, 2014 10:47 pm

Sórce fica todo alegre, se achando o boladão como se tivesse sido chamado de profissional, ao invés de simplesmente não ser um aprendiz. Ele coça a nuca por baixo de seu cabelo rastafari e adentra no cerne da questão. "Piór heim mano. Tenho nem idéia do que que deu não, pra mim que tá tudo normal na cidade, então deve ser treta fora. Alguma idéia povo?"
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 472
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Skirish (Blackout) em Dom Abr 13, 2014 8:54 am

Cheguei a pouco tempo... - Disse ela ainda reticente. Não fazia ideia do que Sheila desejava com eles. Poderia até imaginar o Anão e o homem de armadura na Serpents Run, mas o baixinho de cabelos embaraçados provavelmente não teria lugar lá. - Não faço ideia do porque fui convidada.


Última edição por Skirish (Blackout) em Seg Abr 14, 2014 10:51 am, editado 2 vez(es)
avatar
Skirish (Blackout)

Mensagens : 373
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 34
Localização : Salvador — BA

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Irulan (vmascarenhas7) em Dom Abr 13, 2014 12:32 pm

Chegou o dia, é o momento de se apresentar na Sociedade Pathfinder como requisitou o Procurador Jyronn. Irulan faz suas orações e pede a Abadar que ilumine seu caminho e que guie seus julgamentos durante esta missão. Então ela finaliza algumas pequenas obrigações na catedral, e parte para Loja da Sociedade Pathfinder. No caminho ao passar por alguns monumentos ela pensa: “Dependendo das provações a que terei de me submeter, vou precisar de algumas bênçãos a mais...”.
avatar
Irulan (vmascarenhas7)

Mensagens : 56
Data de inscrição : 04/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum