Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Pozo em Dom Abr 13, 2014 7:07 pm

Cerca de trinta minutos depois da chegada de Sórce, logo após a chegada de mais uma convidada, dessa vez uma linda e estranha jovem de olhos vermelhos, duas mulheres entram no vestíbulo. A primeira é Sheila Heidmarch, acompanhada de perto por uma jovem meio-elfa vestida com uma distinta armadura de couro, evidentemente de qualidade superior, e armada com um atípico porrete metálico com traços estilizados junto a uma espada bastarda.
"Muito obrigado pela presença de todos vocês aqui hoje, estou muito feliz e quero me desculpar pelo atraso incômodo", calmamente pronuncia Sheila com uma profunda e exótica voz. "Essa é Koriah" ...

Aqueles que quiserem testar e se manifestar...
DC 18 Knowledge (dungeoneering ou local):
Qualquer um que tiver sucesso no teste reconhece Koriah Azmeren como uma das mais famosas membras dentre os Pathfinders de Varísia e renomada expert nas Darklands.


Última edição por Pozo em Seg Abr 14, 2014 11:13 am, editado 2 vez(es)
avatar
Pozo
Admin

Mensagens : 1092
Data de inscrição : 23/03/2014
Idade : 38
Localização : Osasco

Ver perfil do usuário http://shatteredbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Mano Sórce em Dom Abr 13, 2014 11:02 pm

Sórce se levanta assim que Sheila e a estranha adentram a sala. Pelo jeito ligeiramente diferente com que ele fala pode-se perceber que está se esforçando para manter seu palavreado moderado, sem muito sucesso. "Têm nada não dona Sheila, nem esperamo muito. Prazer dona Koraia. Eu sou o Sórce." Ele cumprimenta as duas com um aceno de cabeça.
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 476
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Kaito (jefersonlucas) em Seg Abr 14, 2014 11:14 am

Dirigindo-se à Sheila: "Kaito Jaspers, ao seu dispor."

Kaito não consegue esconder sua animação ao ver Koriah junto à Sheila. Se ela está ali, é porque a coisa é feia mesmo.
avatar
Kaito (jefersonlucas)

Mensagens : 87
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Pozo em Seg Abr 14, 2014 1:02 pm

“Essa é Koriah Azmeren, integrante extraordinária da Sociedade Pathfinder, renomada especialista nas Darklands. Ela retornou recentemente de uma expedição pelas Darklands, onde, seguindo pelo interior de Varisia, encontrou uma nova e excitante via para Nar-Voth através das Montanhas Fogscar. Inclusive, retornou com um grande número de artefatos Thassilonianos, isso pode levar a grandes esclarecimentos sobre as origens históricas e a organização social da antiga Varísia.” Claramente excitada com o tema Sheila termina... “Enfim, poderia ficar falando horas sobre as implicações de sua viagem, mas agora gostaria que vocês me acompanhassem até minha sala de estudos.”

A local é uma pequena biblioteca, as paredes estão repletas de prateleiras de livros, no centro pequenas mesas contam com um amontoado de pergaminhos e livros. Entretanto, numa pequena mesa de centro se destaca um único objeto, um cofre cúbico de pedra ornado, coberto com runas antigas.
DC 15 Linguistics :
São runas Thassilonianas.



“Vocês poderiam se sentar em torno da mesa, por favor.” Sheila calmamente pede aos convidados.
Depois que todos se acomodam, menos ela e Koriah...

“Me desculpem novamente, mas antes de realizarmos nosso encontro preciso concluir meus negócios com a Pathfinder Azmeren. Nesse meio tempo, se possível, gostaria que vocês nos ajudassem com um pequeno contratempo. Esse pequeno cofre de pedra é um antigo quebra cabeça Thassiloniano, um feito engenhoso de engenharia mágica conhecido como caixa paradoxo. Como vocês podem observar numa primeira investigação, embora todos os lados do cubo contem com sulcos rasos, não existe uma maneira obvia de abrir essa caixa. Cada uma dessas obras contém uma maneira única de abrir, um método secreto escondido de desativar a fechadura. Com o tempo qualquer um esperto o suficiente pode descobrir como abrir uma caixa paradoxo. (...) Essa caixa paradoxo está entre os itens encontrados por Koriah, os pergaminhos próximo a caixa, na outra mesa, são as anotações preliminares já escritas por ela, os possíveis métodos para contornar a fechadura mágica e abrir o cofre, porém ela ainda não teve tempo de devidamente sentar e investigar os detalhes desse objeto. Então... se possível, gostaria que vocês trabalhassem nisso juntos, quem sabe conseguem descobrir como o fazer? É um tanto quanto excitante descobrir os segredos no interior desse cofre. Na verdade, mesmo que esteja vazio, e eu penso que este seja o caso, descobrir o método para abri-lo já será uma grande conquista.”

Sorrindo Sheila caminha para fora da sala acompanhada por Koriah. Mas antes de sair ela termina...
“Eu retornarei dentro de alguns minutos, e espero encontrar essa caixa aberta! Pensem nisso como um teste, caso queiram colocar em prática, pois a tarefa para qual eu os chamei aqui para conversarmos vai exigir tanto raciocínio quanto habilidades físicas!”



avatar
Pozo
Admin

Mensagens : 1092
Data de inscrição : 23/03/2014
Idade : 38
Localização : Osasco

Ver perfil do usuário http://shatteredbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Dubaran Harmusgun em Seg Abr 14, 2014 1:59 pm

Assim que a porta se abre para a entrada da jovem exótica, Dubaran se levanta "Pensei que Sheila fosse diferente", antes que pudesse abrir a boca para cumprimentar a mulher que acabara de entrar, o anão é surpreendido pela chegada de Sheila e Koriah.

Após Sheila cumprimentar a todos e se desculpar pelo atraso, o anão brada: "Saudações, senhoras", enquanto permanece atento às palavras da dama à sua frente, para, em seguida, percorrer o caminho indicado por Sheila até sua sala de estudos e, ao lá chegar, se acomoda em um dos bancos ao redor da mesa.

No momento em que Sheila deixa a sala, Dubaran olha para todos os seus companheiros e diz "Então é isso? Estamos todos aqui para abrir uma caixa?", "e a desgraçada nem falou quanto irá pagar por isso..., em seguida ele pega as anotações de Koriah para ver se encontra algo de útil.
avatar
Dubaran Harmusgun

Mensagens : 538
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Mano Sórce em Seg Abr 14, 2014 2:45 pm

"Hmmm.... é, parece que é bem isso merrmo. Abrí a caxa. Alguém sabe que que tá escrito aí?"
Sórce se concentra e detecta auras magicas na caixa.
Spellcraft total 15


Última edição por Mano Sórce (Walter O'dim) em Seg Abr 14, 2014 2:45 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 476
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Irulan (vmascarenhas7) em Seg Abr 14, 2014 3:05 pm

Ao adentrar no vestíbulo e antes que pudesse dizer: “Chegu…” Sheila Heidmarch adentra a sala acompanhada da meio-elfa Koriah. “Por Abadar! será que me atrasei!?”. Ao ver Sheila se desculpando pelo atraso, Irulan conclui que realmente chegara atrasada, porém ainda em tempo. Irulan as comprimenta com a cabeça. Quando Sheila apresenta melhor Koriah, e principalmente quando a mesma menciona que Koriah retornou com um grande número de artefatos Thassilonianos, isso desperta uma curiosidade e euforia, que só não é completamente contida pois Irulan deixa escapar um leve sorriso de satisfação! E quando Sheila pede para que a sigam Irulan prontamente responde: “Sim! Vamos!”

Ao chegarem na sala  e ver a caixa, Irulan logo demonstra extrema curiosidade pelo artefato e rapidamente, e até um pouco afobada, passando por seus companheiros, “Com licença, com licença!” procura a primeira cadeira para se sentar e começar a analisar as runas que se encontram na caixa! Ao ouvir Sheila descrever os detalhes da caixa Irulan só pensa: “Ohhhhh que oportunidade maravilhosa de aprender sobre esta civilização perdida!, Obrigada Abadar por me guiar até aqui!”  E quando Sheila diz: “Eu retornarei dentro de alguns minutos, e espero encontrar essa caixa aberta!” Irulan pensa: “Agora é a hora de me provar, não falharei! Em nome de Abadar, descobrirei todos os segredos deste artefato!”

Após as ponderações do homem negro e do anão Irulan se apresenta: “Prazer a todos, me chamo Irulan e sou uma clériga de Abadar! Não tivemos tempo de nos apresentar, mas creio que o senhor se chama Sórce e o senhor Kaito Jaspers correto? E o senhor mestre anão e a senhora.(se referindo a meio-orc) Como posso chama-los?

Já fiz o resultado e passei mas vou esperar essa interação com os player para postar a minha ação com relação a caixa.
avatar
Irulan (vmascarenhas7)

Mensagens : 56
Data de inscrição : 04/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Pozo em Seg Abr 14, 2014 9:07 pm

Com um movimento rápido das mãos, uma pequena rajada de vento gerada pelos dedos de Sórce parte em direção a caixa paradoxo. Após isso seus olhos ficam vidrados no objeto...

Sórce:
No primeiro momento fica clara a presença de uma aura mágica, como esperado, em seguida, a energia dela aumenta demonstrando duas auras flutuando em volta do item, não era um simples objeto, mas sim uma obra relevante de magia com uma aura moderada. Infelizmente o poder daquele objeto deixava difícil sua identificação mais detalhada.
Sórce (Know Arcana) + 5
#1 Aura A = 17 (falha)
#2 Aura B = 8 (falha)
Spellcraft 15 (falha)

Anotações de Koriah =Dubaran=:
A tradução realizada por Koriah das runas contidas nessa caixa paradoxo presente nos diferentes pergaminhos demonstram que o símbolo que mais se repete é aquele correspondente a "wrath/cólera”, o que ela também associa aos feitiços de evocação, e ao período histórico de Thassilon enquanto apogeu do Império com a palavra "kindness/bondade". Ainda suas anotações indicam que o cofre pertenceu, a longínquos séculos atrás, a cidade Thassiloniana da nação de Bakrakhan. Outro pergaminho apresenta a observação da meio-elfa de que cinco das faces do cofre são idênticos, porém em uma face, diversas outras runas aparecem. Essas runas traduzidas soletram a palavra “CRUEL”. Em suas anotações ela pressupõe que essa palavra tem ligação com a chave que destrava a caixa. Por fim, ela também observou que essas runas quando tocadas duas ao mesmo tempo podem ser reorganizadas, pois elas trocam de lugar. Segundo suas anotações após uma hora as runas retornam a sua posição origem, soletrando novamente a palavra “CRUEL”.

Irulan:
Durante a análise das runas Irulan relembra os antigos vestígios arqueológicos tão cobiçados no mercado de Magnimar. Assim, depois de alguns minutos examinando o cofre fica clara a diferenciação das mesmas num dos lados, a combinação delas através da transposição das formas em sinais fonéticos corresponde a palavra “CRUEL”. Essas runas ainda podem ser movidas através da locomoção de duas delas ao mesmo tempo. Isso claramente apresenta um engenhoso anagrama. Dessa forma “CRUEL” pode ser reorganizado em diferentes formas. Essa combinação talvez seja a saída para esse enigma.


Enquanto Dubaran lê os pergaminhos, Irulan analisa a caixa e Sórce olha vidradamente para o objeto, claramente utilizando algum efeito arcano... Kaito e Skirish ...



Última edição por Pozo em Seg Abr 14, 2014 9:26 pm, editado 10 vez(es)
avatar
Pozo
Admin

Mensagens : 1092
Data de inscrição : 23/03/2014
Idade : 38
Localização : Osasco

Ver perfil do usuário http://shatteredbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Dubaran Harmusgun em Seg Abr 14, 2014 9:48 pm

O anão é bastante ríspido em sua resposta à mulher de olhos vermelhos: "me chamo Dubaran Harmusgun", nem sequer olha na direção dela, pois parece estar bastante concentrado nas anotações da meio-elfa.

"Vejam que interessante", ele diz, "Koriah observou que o símbolo que mais se repete é o correspondente a 'wrath/cólera', que ela associou à feitiços de evocação e ao período histórico de Thassilon enquanto apogeu do Império com a palavra 'kindness/bondade'. Ao que tudo indica, o cofre pertenceu à cidade Thassiloniana da nação de Bakrakhan. Além disso ela apontou que há cinco faces idênticas no cofre, sendo que uma delas contém várias runas que soletram a palavra 'CRUEL', que supostamente tem ligação com a chave que destrava a caixa. O mais interessante: quando se tocam duas dessas runas ao mesmo tempo, é possível mudá-las de lugar e elas retornam à sua posição de origem após uma hora."

O anão reflete sobre tudo o que acabou de dizer enquanto coça a sua barba, até que ele se dirige aos demais: "Pelas chamas da espada de Ragathiel, vocês fazem ideia de como abriremos essa maldita caixa?"
avatar
Dubaran Harmusgun

Mensagens : 538
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Mano Sórce em Seg Abr 14, 2014 10:01 pm

Sórce ergue as palmas da mão para o anão. "Relaaaaxa fí, relaxa, nóis chega lá! Aí já diz coisa pacarái, intaum é só juntá tudo! Eu to sintino qui tem mágica nesse baguio, mas tipo assim o que qui faiz num sei não. Então bora lá, acha o lado que não é igual ozotro aí." Ao que parece ele não é muito bom em perceber detalhes, já que ele não pega a caixa nas mãos para fazê-lo.

avatar
Mano Sórce

Mensagens : 476
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

4

Mensagem  Skirish (Blackout) em Seg Abr 14, 2014 10:19 pm

Aguardou quando teve que aguardar, e seguiu Sheila e a outra mulher quando também lhe foi requisitado. Não estava exaltada. Não queria estar. Naquele momento já não eram mais quatro membros aguardando por Sheila, e sim cinco. Uma garota de olhos estranhos surgiu um pouco antes de Sheila os atender.. E agora, os sete estavam dentro de uma biblioteca, onde eram cercados por inúmeras prateleiras repletas de livros.

Seus olhos treinados vagavam pela sala em busca de algo mais interessante. Algo que talvez lhe explicasse o motivo pra estar ali, já que não conhecia nada da sua anfitriã e muito menos de Koriah, que lhes fora apresentada momentos antes ainda no vestíbulo. Logo, a atenção de todos eles fora chamada pro centro da sala, onde um cofre cúbico coberto de runas repousava. Ali perto, algumas mesas com vários pergaminhos amontoados também  estavam dispostas.

Sem demora, Sheila convidou a todos a sentarem ao redor da bendita mesa de centro, enquanto ela e Koriah, resolveriam assuntos pendentes. Antes de sair, explicou que aquela era uma Caixa Paradoxo um artefato mágico, e desejava saber como ele poderia ser aberto . Os pergaminhos ali, eram anotações que Koriah tivera feito a respeito da própria Caixa Paradoxo. Ao sair, deixou claro que aquilo era um teste, e esperava ver a caixa aberta assim que voltasse.

Depois de sentar-se a mesa, Skirish passou a analisar delicadamente a tal  Caixa Paradoxo. Desde pequena tinha facilidade em abrir fechaduras, e aprendeu com o tempo, que nem todas as fechaduras eram mecânicas... Muitas se tratavam de dispositivos mágicos e aquelas runas antigas que "decoravam" a caixa, não lhe enganavam... Enquanto passava seu tempo observando o artefato, a garota se apresentou como Clériga de Abadar,  e perguntou o nome dela. Skirish apenas ignorou a garota deixando a pergunta pra ser respondida em outra ocasião. Quando fosse mais oportuno, responderia... Agora, estava com um teste em mãos e aquela caixa teria de ser aberta.




xxx

Testando Perception... Em busca de algo na Caixa do Paradoxo. Eu iria escolher 20... Mas como não sei em quanto tempo Sheila volta... Achei melhor arriscar a sorte.
2+5=7 !!! Esse dado não vai com minha cara mesmo.


Última edição por Skirish (Blackout) em Seg Abr 14, 2014 10:20 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Skirish (Blackout)

Mensagens : 373
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 35
Localização : Salvador — BA

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Kaito (jefersonlucas) em Seg Abr 14, 2014 11:56 pm

Bom, não sei se isso é uma conclusão lógica da minha parte de inteligência 13, asuhsushshuhushuas, mas vou arriscar, pois eu tive uma ideia.


"Sr. Dubaran, você disse que as palavras CRUEL tão ali né e que pode ser rearranjadas de 2 em 2. Então, alguém aqui conhece esse idioma pra rearranjar as runas pra formar outra palavra que faça sentido? Porque penso que CREUL não faz sentido, hehehhee"

Teste de inteligência, já q não tenho nada msm, se não puder eu apago isso aqui. LOL! 11+1=12
avatar
Kaito (jefersonlucas)

Mensagens : 87
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Irulan (vmascarenhas7) em Ter Abr 15, 2014 12:33 am

Ao receber a resposta ríspida do anão e a indiferença de Sórce, Kaito e da orc fêmea, Irulan se sente excluída pelo grupo, que pelo visto já deviam se conhecer, devido ao diálogo de Sórce e Kaito com Dubaran. Mas isso não a desanima! “Se eles não fazem questão de serem cordiais, que seja, não deixarei de realizar minha tarefa por conta disso.” Então Irulan para por um instante, respira fundo e olhando na face de cada um muda totalmente o seu semblante, de amigável, para séria!

Após ouvir a resposta de Dubaran em relação as anotações de Koriah, Irulan em tom de voz sério, totalmente diferente da forma amigável anterior, complementa: Então, essas runas ao que me parece, são sinais fonéticos corresponde a palavra “CRUEL” e a combinação delas podem ser reorganizadas através da locomoção de duas delas ao mesmo tempo, como o senhor Dubaran disse. Isto é um anagrama dessa forma “CRUEL”. Pode ser que se reorganizarmos em diferentes formas, talvez uma delas seja a combinação do cofre a saída para esse enigma. Entretanto as possibilidade são enormes…mas se formos seguir por este caminho, acredito que deveríamos iniciar por combinações que façam sentido, como sugeriu o senhor Kaito...

Então, Irulan olha ao redor na procura de algo que os possa auxiliar. Já que estão em uma biblioteca talvez haja algum livro nas estantes, que ajude na tarefa. Mas tomando as devidas precauções de não violar nenhuma regra da casa de Sheila, como bisbilhotar em papeis e pergaminhos que julgue de cunho pessoal de Sheila.
avatar
Irulan (vmascarenhas7)

Mensagens : 56
Data de inscrição : 04/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Mano Sórce em Ter Abr 15, 2014 12:44 am

"Piór... O tenso é achá alguma que faiz sentido, mas se o Cruel tá na nossa língua a chave tamem deve tá né mano? Pensano aqui Irulan, se começá com a letra C, a única qui tem sentido pra mim é Cleru, tá ligado? O conjunto dos padreco lá e tals! Se não fo essa teim qui começa com otra letra, fraga?"
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 476
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Irulan (vmascarenhas7) em Ter Abr 15, 2014 1:08 am

Irulan fica por uns instantes perdida com o dialéto de Sórce, “Oque…mano? tá ligado…fraga!?” apesar de ter uma certa experiência com línguas nunca viu a língua comum ser falada de forma tão errônea! Irulan responde ainda em tom sério: “Bom se entendi a ponderação do senhor, acredito que sim, essa possa ser uma das tentativas. Porém se for na língua comum o Clero ao que o senhor se refere é com O e não com U. E também já não tenho plena certeza se devemos abrir essa caixa de qualquer maneira…"
Irulan pensa que mesmo que tenha sido um pedido de Sheila…de acordo com o que Dubaram leu nas anotações de Koriah, e julgando que a análise da mesma esteja correta, o símbolo que mais se repete é o correspondente a palavra “cólera” que esta associada a feitiços de evocação, e misturar cólera com invocação talvez não seja uma boa combinação…porém também existe a palavra bondade…talvez se ela encontrasse algo pertinente a história da nação de Bakrakhan, fosse de alguma ajuda.
avatar
Irulan (vmascarenhas7)

Mensagens : 56
Data de inscrição : 04/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Kaito (jefersonlucas) em Ter Abr 15, 2014 1:26 am

Kaito se aproxima da mulher de olhos vermelhos ...

"Irulan ... vejo que de todos nós, você é a mais instruída."

Então Kaito fala em Abyssal: Entende o que digo?

Se Kaito perceber que Irulan entende,
ele continua em abyssal:
"Não precisa se preocupar, porque se sair qualquer desgraça dessa caixa, deixa que minha foice faz o trabalho. No mais, acho que não posso ajudar muito aqui, a não ser ajudar a escrever essas letras aí rapidinho pra resolvermos rápido essa parada."

Se não,
ele continua de qualquer jeito:
avatar
Kaito (jefersonlucas)

Mensagens : 87
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Irulan (vmascarenhas7) em Ter Abr 15, 2014 1:40 am

Surpresa e um pouco desconfiada, pelo fato do guerreiro saber falar a língua Abyssal, Irulan responde a indagação de Kaito em Abyssal: "Sim" e continua...  
Abyssal:
"O problema meu caro guerreiro é que existem certas "desgraças" que nem a sua foice poderá extirpar! Mas é bom saber que há alguém por perto com habilidade e disposição para batalhar se for o caso."
avatar
Irulan (vmascarenhas7)

Mensagens : 56
Data de inscrição : 04/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Mano Sórce em Ter Abr 15, 2014 3:08 pm

"Com "o" ou cum "u", acho que dá na mesma, sei lá. Mais é claro que nóis deve abrí a caxa maluco, senão a gente perde o trabalho mano! Isso aqui paga bem, vai por mim..." - responde o neguinho à mulher de olhos vermelhos.

Sórce desaprova claramente a utilização de outra língua enquanto estão resolvendo uma tarefa como grupo. "Tá falando mal de nóis pela nossas costa champeão? Alguma coisa que a gente num pode sabe pra tá falando nessas língua aí? Ou resolveu ficá mal-educado igual o anão brabo alí?"

Sórce olha o comportamento estranho de Dubaran...:
Por fim ele se volta pra parte mais importante, o cubo, e o anão também têm alguns palpites válidos. "Lucre é uma que eu entendo truta, botei fé nessa!"
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 476
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Kaito (jefersonlucas) em Ter Abr 15, 2014 8:19 pm

"Não mano Sórce. Só quis confirmar se a Irulan conhecia esse idioma, Abyssal. Dos demônios. Do inferno. Ela é especialista nessas coisas e fazia tempo q não treinava."
avatar
Kaito (jefersonlucas)

Mensagens : 87
Data de inscrição : 01/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

4

Mensagem  Skirish (Blackout) em Ter Abr 15, 2014 11:17 pm

Kaito — O homem de armadura — e Irulan — A garota de olhos estranhos — falavam em Abissal. Não que Skirish conhecesse sequer uma palavra nessa língua estranha. Kaito, havia revelado que era nessa língua que estavam falando, quando Sórce, o (aparentemente) Mago, sentiu-se incomodado com a conversa em paralelo dos dois. Quanto a Skirish essa não estava nem aí. "Solitária" observava o cubo e tentava analisar alguma maneira de abri-lo, as conversas entre eles mesmos a ela não interessava no momento.

Chegou a conclusão que devido a natureza ancestral daquele artefato, não conseguiria abri-lo de forma mecânica... Mas, descobriu que as escritas rúnicas realmente escondiam o segredo da fechadura. Portanto... Concentrou-se, tentando esquecer o ruído dos demais ao seu redor e passou a analisar o artefato novamente, enquanto se aproveitava de algumas coisas que já foram ditas até aquele momento, lidas nas anotações de Koriah, ou obtida através de análise ali mesmo.

xxx

Cara... 8, 13 e 1. Literalmente esses dados não vão com minha cara.


Última edição por Skirish (Blackout) em Ter Abr 15, 2014 11:17 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Skirish (Blackout)

Mensagens : 373
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 35
Localização : Salvador — BA

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Pozo em Qua Abr 16, 2014 4:57 am

Skirish:
O sistema é magicamente construído através de uma complexa estrutura mecânica, infelizmente a compreensão dessa obra é praticamente impossível, visto que é uma objeto construída a século atrás.


Após algum movimento inicial de Dubaran e Kaito na caixa, realizando movimentos e anotações em folhas avulsas, eles percebem que o sistema é realmente muito complexo, porém, Irulan, calmamente procura por algum livro interessante que lhe possa dar uma "luz". Ela sabe que um sistema de anagramas pode ser resolvido através do cálculo das runas em traduções fonéticas, mas como realizar isso de maneira rápida? Sim, um método cuidadoso para separar as palavras através de padrões específicos, usando sessões combinatórias.  Assim, Irulan, utilizando uma contagem de livros nas prateleiras, e selecionando algumas obras como base semântica trabalha em contas e seleções específicas com o fim de resolver o enigma. Aos poucos ela exclui parte das possibilidades... Todos na sala observam a jovem exótica em sua ação na disposição e contagem de volumes nas prateleiras, talvez, o caminho seja ajuda-lá em suas constatações, Sórce logo percebeu e ajudou a jovem na organização dos livros, embora ainda tivesse que seguir sua orientação. Enquanto isso, Skirish sabia que o sistema rúnico esconde o sistema da fechadura, a meio-orc senta e pensa sobre o enigma. 

Kaito Inteligência = 12, (A) 12 e (B) 13
Dubaran Inteligência = (A) 7 e (B) 12
Irulan Liguistics = (A) 18❋,  (B) 26❋, (C) 13❋, (D) 24
Sórce Inteligência = (A)  16
Kaito Aid Another Irulan = 
 (C) 20 = +3 e (D) 10 = +2 
Sórce Aid Another Irulan = 
(B) 12 = +2,  (C) 20 = +2 e (D) 15 = +2 

Dubaran Aid Another Irulan =  (C) 2 = +0 e (D) 6 = +0 
Skirish  Inteligência = (A) 9, (B) 14, (C) 2, (D) 17
...

O anão começa uma pequena prece com o cofre em mãos, esperando que alguma entidade superior o ajude...
Dubaran:

Com a palavra CRUEL, só são possíveis chegarmos a 4 palavras em inglês que façam algum sentido: Lucre, Cruel, Ulcer e Cur El (fonte: http://migre.me/iNusV), então vamos por eliminação...

Dubaran pega a caixa, "[b]Tenho alguns palpites...[/b]" e posiciona as runas de forma que forme a palavra "Lucre". Caso não funcione, ele tentará posicionar em "UIlcer" e "Cur El".

Através de uma visão divina advinda da energia de Ragathiel Dubaran tem visões sobre imagens das runas em formas incompreensíveis, assim, por alguns minutos, com a caixa na mão o anão se sente imóvel... sua mente viaja no tempo-espaço, como se sua mente entrasse num mundo incompreensível, com razões baseadas em sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não, sim e não.................................. Essa situação perdura por vários minutos..................................

Enquanto procura nos livros alguma fórmula ou meio para que se possa resolver o anagrama de forma rápida, e ainda processando os comentários de Sórce sobre a abertura da caixa, Irulan ouve o anão proferindo uma pequena prece e tenta compreender o que ele está fazendo. Isso atrapalha inicialmente a jovem em sua análise do anagrama, mas com o tempo e ajuda de Sórce e Kaito ela volta aos eixos, continuam juntos em direção a resolução. Infelizmente a ação reflexiva da meio-orc, não levou a qualquer resultado, ela se via de mãos atadas naquele momento, talvez, se a situação fosse numa arena as coisas fossem diferentes.



Depois de quarenta longos minutos, Irulan com ajuda de Sórce e Kaito chega aos três resultados possíveis, agora era só testar, nesse momento, Skirish, calada o tempo todo completa a lógica combinatória de Irulan (embora ela não fosse experiente com linguagens sabia lidar com um bom enigma)... "LUCRE!" , responde aos três envolvidos na resolução. Nesse momento, Dubaran sai de seu transe, pois, os estranhos valores binários em sua viagem guiada pela orientação divina faz sentido, era aquela a palavra para o anagrama, LUCRE...
Como estava com a caixa na mão o anão trata de organizar as peças, para, de forma assustadora ser arremessado para longe!!
Todos pegos de surpresa com a armadilha se veem diante de dois pequenos monstros que passam a destruir livros e riscar obscenidades nas mesas e escrivaninhas com suas pequenas adagas afiadas! Rindo e pulando como loucos! Suas risadas lembram latidos de um cão sarnento e rouco!



Iniciativa
#1 Skirish +17 (Sentada)Sórce +17 e Irulan + 17
#2 Dubaran +15 (Prone)
#3 Kaito +9


Sala de Estudos (Solar Heidmarch)


Última edição por Pozo em Qua Abr 16, 2014 8:38 am, editado 4 vez(es)
avatar
Pozo
Admin

Mensagens : 1092
Data de inscrição : 23/03/2014
Idade : 38
Localização : Osasco

Ver perfil do usuário http://shatteredbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Irulan (vmascarenhas7) em Qua Abr 16, 2014 6:29 am

Ao ver o anão organizando as peças Irulan sente uma ansiedade e uma adrenalina crescente em seu interior, com a esperança que seus esforços fosse recompensados. Porém, ao ver o anão ser arremessado pela caixa e sair da mesma 2 dessas criaturas abomináveis, esse sentimento é cortado e substituído por decepção e raiva. Irulan pensa consigo: “Por Abadar! Eu sabia que não deveríamos ter aberto essa caixa. Criaturas Malditas!” Então em um movimento rápido Irulan se move para uma posição estratégica e diz: “Agora é a hora de me provar o que disse, Kaito! Mate o da direita!” e então Irulan ergue seu escudo em direção a criatura próxima a Kaito e começar a proferir uma prece com um tom rígido na voz.

...
A pequenina criatura não é nada frente ao poder de Abadar. Aos poucos o monstro, que "destruía" a mesa de centro com sua pequenina adaga, "desenhando" imagens obscenas, começa a se sentir triste, desanimado, seu rosto muda de feição, e ele começa a uivar como um cachorro abandonado. Olhando para todos os lados em busca de algo...
avatar
Irulan (vmascarenhas7)

Mensagens : 56
Data de inscrição : 04/04/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Dubaran Harmusgun em Qua Abr 16, 2014 12:43 pm

"Mas que diab...", Dubaran mal consegue completar sua frase diante da inesperada reação da caixa à formação da palavra.

Após ser arremessado para o outro lado da sala, o anão se levanta e saca sua espada, "irei mandá-los de volta para o inferno de onde vieram, criaturas vis! Vocês sentirão as chamas de Ragathiel queimando-os por dentro através da minha lâmina!", demonstrando estar pronto para a batalha!

Minhas ações do turno: levantar e sacar minha espada. =P
avatar
Dubaran Harmusgun

Mensagens : 538
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Mano Sórce em Qua Abr 16, 2014 3:01 pm

"Qui merda é essa?" Sórce perde um segundo tentando entender o que são as criaturas, mas decide agir rapidamente com uma magia que não causará dano no local, embora atinja somente a criatura à sua direita. Ele passa a mão direita sobre a esquerda, deslizando até que perca o contato, momento no qual raios de coloração alaranjada preencham o espaço entre ele e a criatura, bem como a prateleira de livros, mas nenhum efeito adicional causa à esta.
"Cólusprei!"

Color Spray - DC 15:
A vivid cone of clashing colors springs forth from your hand, causing creatures to become stunned, perhaps also blinded, and possibly knocking them unconscious. Each creature within the cone is affected according to its HD.

2 HD or less: The creature is unconscious, blinded, and stunned for 2d4 rounds, then blinded and stunned for 1d4 rounds, and then stunned for 1 round. (Only living creatures are knocked unconscious.)

3 or 4 HD: The creature is blinded and stunned for 1d4 rounds, then stunned for 1 round.

5 or more HD: The creature is stunned for 1 round.

Sightless creatures are not affected by color spray.

...
O efeito de Sórce é impressionante, seu jato alaranjado passa pela criatura, ela tosse um pouco... "cof, cof, cof cougtf oght ...arrrrrrrrrrrrrrrrrr". Então para e olha fintando o feiticeiro, com raiva pela chuvinha de areia!! 

Embora Sórce tente lembrar de ter ouvido ou lido algo sobre essas pequeninas criaturas em sua vida, nas conversas de taverna ou dentre boatos nas ruas de Magnimar, eles não remetem a nada que conheça!
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 476
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

5

Mensagem  Skirish (Blackout) em Qua Abr 16, 2014 8:27 pm

"Mas que desgraça!" Gritou Skirish pela primeira vez naquele dia, enquanto se levantava e já puxava a Adaga presa ao pulso da mão direita, pra logo em seguida puxar seu escudo. Armação? Pensou ela, quando recordou que a própria Sheila havia pedido pra que eles abrissem a bendita caixa. De pé, pretendia partir pro ataque com presteza. E impedir que aqueles pequenos demônios continuassem com a balbúrdia que haviam começado.


xxx


Pegar Adaga que tá no pulso (Wrist sheath, spring loaded  com uma swift action), e o escudo, numa ação de movimento ao levantar da cadeira, e partir pro ataque, visando uma das criaturas, ficando longe dos seus "companheiros". Atacar sozinha sempre era melhor. - [Devido ao drawback Loner.]
Hmm... Fomos pegos de surpresa, portanto... Nada de Sneak Attack agora, né? A não ser que consiga negar a destreza do alvo, nope.

xxx


Skirish lança uma de suas adagas contra o pequenino na prateleira de livros, o mesmo que rosnava para Sórce, e acerta um belo quadro na parede. Talvez Sheila não fique triste pelo estrago, talvez...
avatar
Skirish (Blackout)

Mensagens : 373
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 35
Localização : Salvador — BA

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magnimar em Diferentes Perspectivas - Prelúdios

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum