Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Página 18 de 19 Anterior  1 ... 10 ... 17, 18, 19  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Skirish (Blackout) em Seg Jun 01, 2015 2:51 pm

A maldita criatura já buscava esconderijo. Uma ótima notícia. Provavelmente sua força vital estivesse se esvaindo mais do que ela haveria planejado. Perseguindo-a em combate, Dubaran lançou-se em mais um ataque, enquanto Wolkens dava o que restava do seu fôlego naquele combate. Sem muitas alternativas, Skirish seguiu a linha de frente dos seus companheiros e voltou — Junto ao anão — a encurralar a maldita ratazana. Sem pestanejar, desferiu mais um poderoso golpe com sua adaga de prata contra sua inimiga.

Ataque com Adaga de prata.: 1d20+6 26+2=28 flank
Confirmação de  Crítico: 1d20+6 18+2=20 flank
Dano, Golpe de Adaga: 2d4+2 7
Sneak Atk: 1d6 3
Wolkens: 1d6 1
= 11

_________________
HP 18/18,  AC 17, touch 14, Flat 13. Fort +2, Reflex +7, Will +2. CMD 18.
Skills: Acrobatics +11, Bluff +3, Climb +9, Diplomacy +2, Disable Devices +9 (+10 to traps), Escape Artist +9, K:Dungeoneering +5, K: Local +5, Perception +5 (+6 to traps), Sleight of Hands +9, Stealth +11
avatar
Skirish (Blackout)

Mensagens : 373
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 35
Localização : Salvador — BA

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Pozo em Seg Jun 01, 2015 3:26 pm

Ayala já pensava em pular por sobre o maldito anão, depois seguir na escuridão, esconder-se e continuar pegando, um a um, aqueles malditos intrometidos! Esse era seu plano, foi descuidada com a meio-orc, não esperava uma arma de prata, não esperava que uma adaga pudesse causar tanto estrago! Sobretudo, uma adaga! O homem trajando a armadura pesada já tinha caído, era ele quem ela considerava o mais perigoso naquele local, o mais letal. Bem, esse seria um erro que ela não repetiria!
...
Skirish se moveu e aproveitou-se da posição, tirou proveito de cada momento daquele combate e das orientações de Wolkens, e naquele momento, da coragem de Dubaran movendo-se para cercar sua inimiga! Ele perseguiu, e pela última vez lhe cravou a adaga de prata em um movimento ligeiro, enfiando bem fundo onde o sangue já jorrava, bem fundo no couro aberto da aberração. O punho da meio-orc entrou junto com sua adaga, e aos poucos, a criatura despencou, para seu derradeiro final. Ela sequer gritou, somente seu olhar, para aqueles que conseguiam, ou queriam, poderia ser lido: tudo se resumia numa palavra, frustração!

Ayala tinha se livrado de forma incrível do último e derradeiro ataque de Wolkens, golpe que levou o cavaleiro a lona, sangrando, com seu rosto esfacelado pelas lâminas de seu echarpe, mas não conseguiu se livrar da agilidade e precisão de Skirish... segundos depois ela começa a se transformar, uma mulher, já adulta, com cicatrizes no rosto, certamente não era inexperiente como as outras tower girls, certamente ela tinha muita história para compartilhar. Chegava ao fim a ambição e planos de Ayala Javeski.

O Corvo [ D ]
avatar
Pozo
Admin

Mensagens : 1095
Data de inscrição : 23/03/2014
Idade : 38
Localização : Osasco

Ver perfil do usuário http://shatteredbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Dubaran Harmusgun em Seg Jun 01, 2015 8:29 pm

"Maldição!", praguejou o anão após errar mais um golpe,sua precisão não estava tão apurada, talvez fosse o cansaço começando a falar mais alto.

Dubaran arregalou os olhos quando Wolkens usou de seu último suspiro para tentar arrebatar a criatura, em vão, até Skirish surgir pelas costas de Ayala e cravar-lhe a adaga de prata em sua carne.

Noutra ocasião, o inquisidor teria parabenizado a meio orc pelo golpe preciso, mas sua atenção se voltava para o cavaleiro caído.

Dubaran vasculha pela poção de cura que estava em meio às suas coisas na mochila, a pega e se ajoelha próximo a Wolkens, "vamos, seu tolo, beba isso", ele diz enquanto derrama o líquido goela abaixo do Chelaxian.

Ao perceber que o cavaleiro estava recobrando a consciência, o anão resmunga: "nunca mais tome uma atitude inconsequente dessa. Deixe a imprudência comigo, já estou acostumado com ela" e isso foi o mais próximo de uma demonstração de bom humor que ele deu há tempos.

_________________
HP: 33; Init: +4; Senses: Darkvision 60 ft., Perception +8; Speed: 20ft.
AC 20, touch 12, Flat-footed 18, [+4 AC vs. giant subtype]; CMD 19, [23 vs bull rush or trip attempt while standing on the ground].
Saves: Fortitude +6, Reflexes +4, Will +6, [+5 vs. spells and spell-like abilities, +3 vs. poison]
Spells: 1st - 4; 2nd - 2 Skills: Climb +1; Craft (Weapons) +4/+6 related to metal or stone; Heal +6; Intimidate +11/+13 to demoralize; Kn: Arcana +4/+6*; Kn: Dungeoneering +4/+6*; Kn: Nature +4/+6*; Kn: Planes +4/+6*; Kn: Religion +4/+6*; Kn: Local +1/+3*; Linguistics +1; Perception +8; Sense Motive +8; Spellcraft +5; Stealth +2; Survival +6/+8 to follow or identify tracks. *to identify the abilities and weaknesses of creatures.
Ficha completa
avatar
Dubaran Harmusgun

Mensagens : 541
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 34

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Skirish (Blackout) em Seg Jun 01, 2015 9:07 pm

ELe está correto, a julgar pela altura do golpe desferido pela ratazana, ela teria errado o anão por dois palmos de diferença — Disse ela limpando a adaga no lugar mais próximo que encontrara. Seu rosto estava ferido, cortes profundos. Precisaria de ajuda, mas não iria solicitar nada. Já havia pedido demais durante o encontro anterior, onde ela sugeriu que ficassem pra descansar.

Arqueira... Eu já lhe vi curar uma outra vez. Porque não o fez quando Wolkens beijou o chão pela primeira vez? — Claro que ele tinha lhe dado uma ordem direta pra alvejar os ratos gigantes... Mas aquela era uma situação diferente. Calou-se mais uma vez, como se realmente não importasse se Potts fosse lhe responder, e passou a verificar o atendimento de Dubaran ao Cavaleiro que ainda estava deitado.

Deixe-me revistar essa vadia... — Disse dando de ombros. Passando a verificar o corpo e os bolsos da mulher rato caída no chão. Estava em busca do artefato, ou qualquer coisa valiosa. Não sabia se encontraria, mas deixaria essa função pra Sórce. Com certeza, ele saberia encontrar itens mágicos.

Perception check: 1d20+5 10

_________________
HP 18/18,  AC 17, touch 14, Flat 13. Fort +2, Reflex +7, Will +2. CMD 18.
Skills: Acrobatics +11, Bluff +3, Climb +9, Diplomacy +2, Disable Devices +9 (+10 to traps), Escape Artist +9, K:Dungeoneering +5, K: Local +5, Perception +5 (+6 to traps), Sleight of Hands +9, Stealth +11
avatar
Skirish (Blackout)

Mensagens : 373
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 35
Localização : Salvador — BA

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Mano Sórce em Seg Jun 01, 2015 11:38 pm

Pois afinal essa era a função dele, e já que os outros já estavam cuidando das suas próprias tarefas, Sórce, que afinal nem precisou usar seu cajado mítico, moveu uma mão pelo ar em busca de oscilações mandingatórias. "Achá mandinga!"

"Discança pra que fraga, to intero!" Of course que aquilo era uma piada. Os olhos do feiticeiro ja estavam fundos com tanto esforço durante esse dia glamoroso, quando visitaram ruínas nunca antes visitadas, ganharam milhares de dinheiros e derrotaram umas vadias, fora o baile.
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 478
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Kalnier Wolkens em Ter Jun 02, 2015 8:49 am

Wolkens volta ao mundo dos vivos tossindo com o líquido que descia pela garganta e é recebido pelo rosto marcado de Dubaran, que se debruçava sobre ele com um misto de irritação e alívio.
Dubaran escreveu:Ao perceber que o cavaleiro estava recobrando a consciência, o anão resmunga: "nunca mais tome uma atitude inconsequente dessa. Deixe a imprudência comigo, já estou acostumado com ela"
Skirish escreveu:ELe está correto, a julgar pela altura do golpe desferido pela ratazana, ela teria errado o anão por dois palmos de diferença 
O cavaleiro tenta sorrir e se arrepende imediatamente. Os talhos ardiam a cada movimento. Ele tateia cuidadoso, avaliando o estrago; Lábios partidos, nariz rasgado, supercílio aberto. Seu lado mais vaidoso se perguntava o quão ruim seriam as cicatrizes, mas a dor aliviara e rasgo no pescoço não mais sangrava em profusão, e por isso ele era grato.

"Ragathiel seja louvado, amigo" diz para Dubaran, segurando o braço do anão com firmeza e acenando com a cabeça, em agradecimento por ter salvo sua vida. O resto não era tão importante.
Skirish escreveu:Arqueira... Eu já lhe vi curar uma outra vez. Porque não o fez quando Wolkens beijou o chão pela primeira vez?
Wolkens faz um movimento com a mão, afastando o comentário num gesto despreocupado. "Ela manteve o foco no inimigo. Nada de errado nisso." O cavaleiro fica sentado, costas apoiadas na parede, recuperando as forças. "Estou bem" afirma, notando a preocupação nos olhos de alguns colegas. Era verdade. Mesmo machucado, tinha lutado no melhor de sua capacidade e pelo esforço de todos a inimiga foi derrotada. Não havia melhor sensação do que a vitória.

O pensamento lhe trouxe de volta á sua missão. O artefato! Deixando os outros observando os arredores, Wolkens eventualmente se levanta e junta-se à Skirish para revistar Ayala. "Ela está viva?" questiona, observando os ferimentos na Szcarni caida.

- -
Depois de ver Ayala, já sentindo-se melhor, Wolkens ajuda a inspecionar todo o local. O mapa que tinha desenhado antes dava noções da arquitetura, deixando o trabalho mais fácil. O cavaleiro também aproveita para atualizar suas anotações, acrescentando os novos locais no mapa, indicando pontos relevantes e desenhando partes que, assim como a porta de starmetal, poderiam interessar os Heidmarch. Apesar de seu cansaço e ferimentos, ele se dedicava a esse trabalho com afinco, sabendo do quão relevante seriam aqueles estudos para os Pathfinders. Deixaria claro que não era um bruto com talentos só para matança, e sim um verdadeiro cavaleiro.

- -
Cure light wounds potion: 1d8+1 7 poção de Dubaran.
Perception: 1d20-1 6 para ajudar, não ajudo.
Heal: 1d20-1 13
Take 20 Perception para inspecionar a sala depois = 20 (com mapa)

Mapmaking: 1d20+6 8 + Honor in all Things (+4 bonus) = 12
Desenho de pontos relevantes: 1d20+6 22

_________________
Ficha. Status.
avatar
Kalnier Wolkens

Mensagens : 387
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Pozo em Ter Jun 02, 2015 5:35 pm

Por fim conseguiram derrubar a líder das tower girls, Ayala, uma licantropo que se mostrou letal, sobretudo para Wolkens e Skirish, que levariam as marcas de suas lâminas em seus rostos pela vida. Então, após se recuperarem eles começam sua investigação pelo local.

Wolkens parte para verificar se Ayala está viva, ou pode sobreviver, afinal, ela seria uma ótima fonte de informações. Seu conhecimento parco de medicina não ajuda muito, contudo, ele percebe um batimento cardíaco, nada muito forte. Talvez, realizando uma ação rápida para estancar o enorme ferimento deixado por Skirish, e, com um atendimento com os itens cirúrgicos necessários em Magnimar, ela poderia sobreviver. Contudo o jovem cavaleiro não tinha o conhecimento para aquela ajuda de emergência, além disso, ela deveria ser levada imediatamente para a cidade. Assim, provavelmente sem muita esperança, ele parte para terminar seus mapas, organizar as coisas, e investigar, junto com os outros, aquele andar.

Skirish aproveita para olhar o corpo da mulher logo que ela cai, ela carregava consigo três sacos de cola, provavelmente com o intuito de atrasar seus perseguidores pelo pilar; sua echarpe laminada, exótica e impressionante arma; uma armadura de couro; seu arco curto, no chão, estava super conservado, com ela, ainda uma aljava com dezenove flechas; e, preso em sua cintura, o fragmento místico que Natalya carregava! Sim, ela por isso que estavam ali! Finalmente tinham recuperado o artefato!




Sórce, no momento em que Skirish já investigava o corpo de Ayala, passou a conjurar sua concentração de energia estática e  sentir a presença enorme da emanação mística do artefato, cores flutuavam e se misturavam, sua energia era espantosa. Além disso, por pouco imperceptível ao lado da energia daquela "ponta de flecha" metálica, uma emanação, ao lado de Dubaran, muito parecida em cor e tonalidade, como se a parede inteira transparecesse.

Dubaran ajudou Wolkens a se recuperar, e, logo depois, partiu a observar aquela sala toda, uma cama e sobre ela um pequeno baú, aberto, provavelmente Ayala não tinha receios quanto a segurança de seu "tesouro", várias moedas, principalmente de ouro e prata.

TAKE 20 [30 min de pesquisa e investigação pelo andar, seguindo com cautela e segurança. Notem que não considerei take 20 para perception detalhado em cada cômodo, somente para traps. Se quiserem essa opção vai levar algum tempo, ou seja, vou considerar +X min [descrito abaixo] para cada área descrevam isso no próximo post, se optarem podem apenas testar perception].

Considerando a situação eles partiram para investigar o restante do andar seguindo pela parede ilusória , como Dubaran demonstrara passando por ela, e adentraram um espaço que dava saída para as cordas e roldanas que ligavam aquele andar aos barcos, na base do pilar. Talvez, a estranha percepção que Brinn tiverá ao se aproximar do pilar, quando chegaram de barco, tenha sido resultado da sua apurada visão em relação àquela ilusão. Enfim, seguindo com cautela o grupo alcança uma câmara onde uma mesa reservava inúmeros papeis, diários, moedas antigas thassilonianas, gemas, pedaços de porcelana, entre outros objetos que claramente eram vendidos nos mercados de Magnimar, o tesouro das tower girls! Mais adiante, noutra câmara eles encontram restos de comida, rações, e alguma sujeita, provavelmente o local onde Ayala e aquelas que tinham acesso àquele espaço utilizavam para se alimentar, guardar restos. Nada realmente relevante, apenas sujeira.

Câmara A: Quarto de Ayala [10 min take 20].
Câmara B: Sala de planejamento [10 min take 20].
Câmara C: Espaço de armazenamento [10 min take 20].
Câmara D: Entulho e sujeira [10 min take 20].
Câmara E: Grande câmara do portal duplo [30 min take 20].
Câmara F: Espaço fechado pelas paredes ilusórias, acesso ao primeiro pavimento [15 min take 20].

O Corvo [ D ]



Experiência atribuída (pela Ayala e pelo artefato), loot anotado...
Definam quem pegou os itens, e ações em geral... GO GO GO !
avatar
Pozo
Admin

Mensagens : 1095
Data de inscrição : 23/03/2014
Idade : 38
Localização : Osasco

Ver perfil do usuário http://shatteredbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Mano Sórce em Ter Jun 02, 2015 11:04 pm

Sórce não se contém e quere definitivamente pegar o artefato em suas mãos para melhor analizá-lo. "Agooora tá ixplicado qui qui é essas parada de artefátu, fraga? Seis tão veno isso mano? O troço tem mais magia ki tudo qui eu já vi na vida junto maluko! Aí, esse negócio é nosso né? Nóis vamo fica podre de rico kessa parada aí, certeza!" Ele quer pegá-lo na mão de qualquer forma, embora depois de avaliar suas propriedades ele o deixe com alguém com bolsos mais firmes e escondidos, já que suas vestes não eram próprias para guardar nada! My precious!

Sórce não está nem aí pra Tower Girl, e por ele ela pode arder no quinto dos infernos ou raio que a parta. Eles já encontraram o artefato, e tudo mais que viessem a aprender com a mulher não seria tão importante. Afinal, era bem claro de onde eles tinham tirado tal artefato. Pensando novamente nas portas míticas, Sórce quer voltar lá pra resolver este problema, mas não necessariamente agora. Ele toma um pouco de água de seu cantil e dá uma olhada lá foca além da parede ilusória, se perguntando que horas já seriam agora. Posição do sol plox?
Saber as horas: 1d20-1 19

"Mais intaum mano, acho que dá pra nóis dá uma olhada nas otras sala com calma e pá, junta nossos tisoro e até quem sabe levá alguma parte lá pra city fraga, pra amanha nóis tenta vê qui qui tem ditrás dakela porta. Acho qui vai demorá uns três dia prêu tá cem pur cento di poder dinovo..." Se ninguem se manifestar em sentido contrário é isso que ele e o grupo fará, escolhendo 20 em TODA a dungeon, não importando que eles ficarão ali por várias horas. Sórce, especificamente, irá olhar e avaliar o que está armazenado na câmara C. "I nóis ainda num acho a passagem pra i lá pra baxo d'agua nas aranha né?"


Última edição por Mano Sórce em Qua Jun 03, 2015 10:16 am, editado 1 vez(es)
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 478
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Kalnier Wolkens em Qua Jun 03, 2015 9:46 am

Assim que vê o artefato, o impulso de Wolkens é pega-lo imediatamente, mas Sórce foi mais rápido. Com olhos ávidos, o cavaleiro observa aquele objeto thalossiano nas mãos do feiticeiro. Não se parecia nada com qualquer coisa que tivesse visto antes. "Cuidado. Seja o que for, isso terminou com a morte de Natalya. Pode ser isso que a fez enloquecer." ele avisa, encarando Sórce, transbordando curiosidade. "Consegue saber o que isso faz? Bom, podemos avaliar com cuidado mais tarde. Nossa prioridade é levar isso para Sheila, ela pode descobrir do que se trata. Se preferir, posso carregar o artefato." Ele indica a mochila que levava nas costas. Já estava carregando uma boa quantidade de coisa, uma a mais não faria diferença. Manteria o objeto em segurança.

Ayala não sobreviveria com os ferimentos que a adaga de Skirish deixaram. Uma pena. Wolkens gostaria de te-la interrogado, descoberto como certas peças do quebra-cabeça se encaixam, principalmente como a licantropo conseguiu recuperar o objeto pra começo de conversa, mas teria que se contentar com o que tem. Num movimento rápido, o cavaleiro enfinca a espada na garganta de Ayala, terminando sua vida num golpe limpo. Um fim tão digno quanto qualquer outro para a criminosa que falhou em derrota-lo.

Wolkens apoia a sugestão do feiticeiro em explorar os andares da Irespan a fundo, não só o local onde estavam, mas os andares de cima também. Ele ajuda, tomando o seu tempo, interessado principalmente nos papeis e livros sobre a mesa de planejamento. Procurava qualquer coisa que explicasse o involvimento das Tower Girls com o artefato e aquela ruina misteriosa, de onde o objeto foi conseguido, etc. Ele atualiza seu mapa e aproveita para registrar pontos de interesse que foram deixados de lado na correria.

O cavaleiro organiza os tesouros confiscados, levando todos os objetos valiosos para a sala no andar de cima (onde estava o resto do loot). Ele analiza brevemente o tesouro das Tower Girls e as posses de Ayala, em busca de algo que se destaqu, mas teriam de qualquer modo que lidar com outro problema:
"Não será simples levar isso tudo." ele indica o monte de objetos, suspirando em cansaço. Sentia-se exausto e faminto, nem um pouco afim de remar de volta a Magnimar. "Temos outro barco, felizmente, mas precisaremos de mais de uma viagem. Eu gostaria de descansar aqui mesmo. Não é o local mais confortável, mas a logística e transporte levará tempo. Sugiro dividir turnos de guarda. Skirish, pode pegar o primeiro turno? Eu fico com o segundo." Wolkens esfrega os olhos, irritando-se com a camada de sangue seco ainda no rosto. Deixou os conjuradores de fora da vigia propositalmente. "Depois de levar  o artefato para Sheila e lidar com as coisas confiscadas, quero voltar e abrir aquela porta."

Aproveitando a inspeção completa, Wolkens verifica como estão as Tower Girls que tinham capturado. Depois ele se limpa o melhor possível naquelas circunstânceas e escolhe um local menos desconfortável e sem sujeira de rato para dormir.

Antes de descansar, o cavaleiro pega o artefato e o examina com cuidado. Não entendia muito de mágica, para sua frustração, mas estudara história antiga por muito tempo, em sua terra natal. Ele vê se o wayfinder reage à presença do objeto de alguma forma, e se sente algo diferente ao segura-lo. Wolkens deixa o artefato em segurança em seu bolso antes de dormir.

--
Perception Take 20 (+bonus do mapa) = 20
Intelligence: 1d20+2 21 para ver os pergaminhos em D (B)
Appraise: 1d20+2 10 Tower Girl's Treasure
Appraise: 1d20+2 7 Ayala's gear
Appraise: 1d20+2 17 Natalya's Shard (n sei se é appraise aqui, mas enfim...)
Drawing (cartography): 1d20+6 18 Estatua C1
Drawing (cartography): 1d20+6 19 Afresco C2
Drawing (cartography): 1d20+6 17 Fonte em A (refeito 2 vezes)
Drawing (cartography): 1d20+6 18 Sala com esqueletos em A


Os desenhos são menos artísticos, mais acadêmicos, com legenda apontando o lugar no mapa e detalhes de lore. Também acrescento ao mapa pontos importantes, como o esquema de roldanas das Tower Girls, o lugar que estava o alarme, as salas que eram usadas pelas moças, a parede ilusória, etc. Enfim, qualquer coisa que ajude um outro visitante a se situar.


Última edição por Kalnier Wolkens em Qua Jun 03, 2015 10:50 am, editado 1 vez(es)

_________________
Ficha. Status.
avatar
Kalnier Wolkens

Mensagens : 387
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Skirish (Blackout) em Qua Jun 03, 2015 10:41 am

Não entendia o significado de bater pra matar e depois tentar salvar a vida. Por isso, deu de ombros quando Sórce sugeriu fazer "uma limpa" no corvo antes de qualquer coisa. Haviam coisas bem valiosas por ali e ela não estava afim de deixar a oportunidade de fazer uma grana passar. A ratazana Ayala estava estrebuchando no local, mas Wolkens decidiu por um fim clemente à aquela criminosa, atravessando sua garganta com a ponta da espada. Skirish teria feito o mesmo. Deixa-la ali pra morrer lentamente não era lá algo digno daquele grupo. Talvez, Sórce o fizesse, mas não a maioria.

Concordo em permanecer enquanto reunimos os espólios e tentamos encontrar mais alguma coisa de importante — Disse ela se deslocando pra uma das salas ainda não estudadas. Seu rosto ardia, e a ferida apesar de não ter sido tão profunda, machucou mais do que fisicamente. A imagem do Cavaleiro caindo logo no momento da investida, estava gravada em sua cabeça e provavelmente permaneceria atormentando seu juízo por mais alguns dias. Dois golpes que poderiam ter sido fatais.

Depois de retornar do local aonde tinha ido, concordou de imediato com Wolkens. Ela também precisava descansar e duvidava que alguém ali fosse contra isso. Ficariam por ali por mais alguns momentos, e pra isso, ela estabeleceria guarda no primeiro turno sem dúvida. Os que precisavam de poderes arcanos e divinos, necessitavam descansar de imediato. Apesar de cansada e ferida, concordava em ficar acordada de vigia por mais algumas horas.

A Espada Curta adornada, da mulher que tinha um chicote, tá comigo... Eu queria dar uma olhadinha nela, ou pedir pra que alguém apto o fizesse

Appraise: 1d20+1 19

_________________
HP 18/18,  AC 17, touch 14, Flat 13. Fort +2, Reflex +7, Will +2. CMD 18.
Skills: Acrobatics +11, Bluff +3, Climb +9, Diplomacy +2, Disable Devices +9 (+10 to traps), Escape Artist +9, K:Dungeoneering +5, K: Local +5, Perception +5 (+6 to traps), Sleight of Hands +9, Stealth +11
avatar
Skirish (Blackout)

Mensagens : 373
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 35
Localização : Salvador — BA

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Mano Sórce em Qua Jun 03, 2015 10:59 am

Sórce não proíbe Wolkens de pegar o artefato dele, mas ele recomenda o contrário. "Oía véi, esse troço solta mágica pa todo lado. Eu acho melhor se num tocá ele não, porque si dé alguma coisa se num vai tê muito o qui fazê, né? Vô cuida bem da parada, esquenta não, e se o negócio começa com as mandinga braba eu aviso pra nóis faze alguma coisa, mas alguem tem ki fica di olho né?"

Se o cavaleiro quiser Sórce segura o apetrecho para ele olhar, pra evitar que mais alguém corra o risco que ele inadvertidamente correu. "I otra, minha muchila só tem as coisa level qui flutua, intaum si dé problema di caí na água a parada num vai afunda fraga. Nóis ainda têm qui í di volta né?"
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 478
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Kalnier Wolkens em Qua Jun 03, 2015 11:32 am

Wolkens não esconde muito bem sua frustração com o comentário de Sórce, mas era obrigado a admitir que o malandro tinha razão. Aquilo era perigoso.  "Pois bem. Não vou mexer. Veremos como esse artefato funciona somente quando chegarmos na mansão." ele concorda. "Mas acredito ser uma boa ideia ficar em minha posse por enquanto. Coloque no meio dos meus percentes, eu não mexo, só carrego. Qualquer um que nos observe atentamente pode concluir que você é aquele com talentos mágicos, então será o alvo mais lógico para alguém procurando um objeto arcano. Já sofremos uma emboscada antes." 

Wolkens pausa e escolhe muito bem as palavras antes de continuar, tentando ser o mais agradável possível para não avivar o temperamento explosivo de Sórce. "Além disso, não sabemos o que houve com Natalya. Você é um conjurador competente, sabe usar itens encantados. Se o artefato for algo bem ruim, é melhor que esteja nas mão de alguém que não vai saber usar. Você com isso pode ficar mais letal. Eu com isso, não muito. E no estado que estou, posso ser subjulgado facilmente por qualquer um de nós, no pior caso. O que acha?"


--
Nesse caso Wolkens não examina a coisa antes de dormir, como eu tinha escrito antes. O appraise conta como uma olhada ligeira, mas ele não manipula nem experimenta usar o negócio com o wayfinder.

_________________
Ficha. Status.
avatar
Kalnier Wolkens

Mensagens : 387
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Mano Sórce em Qua Jun 03, 2015 9:01 pm

Sórce chacoalha sua mão para Wolkens, gesticulando para ele não se preocupar muito. "Í, relaxa fi, eu num sô igual a vadia não, a muié fico loca purque é troxa, mas eu não, fraga, eu tenho os princípiu i tal. Essa parada num vai mi afeta não, mas mesmo ki fosse eu até ia fica facero cuns poder novo, tá ligado? Porra, hoje eu usei tudo que eu consiguia i algo mais. Tranquilo se se kise leva o troço, mais nem acho ki dah nada não, afinal eu pareço um mindigo memo, eu nunca fui assaltado pelo menus." Ele comenta lembrando do evento com Kaito e seu pacotinho de moedas facilmente surrupiadas por corintianos.

"A porta nóis só vai tenta abri amanha, né?"
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 478
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Kalnier Wolkens em Qua Jun 03, 2015 11:11 pm

"Eu também nunca fui assaltado" declara Wolkens alegremente. "Mas algum mãos-leves não é nossa preocupação, já que vamos levar o artefato direto para Sheila."

"Sim, vamos deixar a porta para depois que nos recuperarmos. Não sabemos o que tem do outro lado."

Wolkens espera o restante do grupo se manifestar. Não queria tomar a decisão no lugar de todos, afinal.

--
Rolada pra ver quem carrega o artefato:
Sorce: impar
wolens:par
Par: 1d6 2

_________________
Ficha. Status.
avatar
Kalnier Wolkens

Mensagens : 387
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Skirish (Blackout) em Qui Jun 04, 2015 9:10 am

Sim, eu prefiro passar a noite aqui do que arriscar ser emboscada na viagem de volta e perder o que vim buscar. — Disse ela sem pestanejar quando Sórce e Wolkens deram uma pausa na entediante "discussão" sobre quem carregaria o artefato. Não ficou pra ver o final da discussão pois não queria perder o tempo do seu precioso repouso antes de começar a vigília. Buscou algo macio pra forrar a mochila e ali repousaria a cabeça quando fosse sua hora de descansar.

Logo após marcou os pontos de onde poderiam surgir invasores no "acampamento" recém montado, e decidiu que ali seria sua guarita. Precisariam de uma fonte de calor, e por isso tentou reunir material inflamável pra uma "fogueira". Amanhã, aquilo teria chegado ao fim e cada um partiria pra suas próprias atividades. Recuperaram o artefato dos Heidmarch e lhes devolveriam amanhã em troca do pagamento. Apenas uma pessoa havia ficado pelo caminho e ela se incomodava por não lembrar do seu nome... Seria assim com ela, caso acontecesse? Limpou os pensamentos bizarros da mente, quando foi finalmente dar fim na sujeira que estava sua roupa...

Kaito — Disse pra si mesma enquanto tentava encontrar alguma forma de se livrar de todo aquele sangue, logo depois de recordar o nome do primeiro homem de armadura brilhante daquele grupo.



Pozo, se tiver algum local com agua, vou tentar me livrar do sangue nas roupas e na armadura.
Shame on you guys, Wolkens e Sórce disputando a muamba no par ou ímpar. EUHEUHIHEHEUIHUEHIUEHIUEHHI

_________________
HP 18/18,  AC 17, touch 14, Flat 13. Fort +2, Reflex +7, Will +2. CMD 18.
Skills: Acrobatics +11, Bluff +3, Climb +9, Diplomacy +2, Disable Devices +9 (+10 to traps), Escape Artist +9, K:Dungeoneering +5, K: Local +5, Perception +5 (+6 to traps), Sleight of Hands +9, Stealth +11
avatar
Skirish (Blackout)

Mensagens : 373
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 35
Localização : Salvador — BA

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Pozo em Seg Jun 08, 2015 2:18 pm

Depois da discussão entre Sórce e Wolkens acerca de quem carregaria o suposto "artefato" o grupo parte para investigar o restante do local, e sobretudo, inspecionar para novas descobertas.

Wolkens procura terminar seus desenhos, com muito afinco, preocupando-se com os detalhes o observações acerca das obras. Contudo, o que chamou sua atenção foi sua leitura dos pergaminhos e diário de Ayala. Nesses ele consegue obter conclusões interessantes sobre o que estava por trás da relação entre ela e Natalya:

Aparentemente a licantropo rato, que chegará de Riddleport meses atrás vinha se estabelecendo em Magnimar, inicialmente trabalhando com os Wreckwash Blades, grupo sczarni com certa influência na região das docas. Contudo, aos poucos conseguiu aliciar jovens talentosas e ágeis, com talento para serem melhor treinadas e agirem como um grupo coeso, sob sua liderança. Com isso ela, e Terisha posteriormente, fundaram as Tower Girls, primeiro e único grupo formado por mulheres, especializadas em furtos e arrombamentos. Contudo, sua ganância pelo poder e influência incomodou os antigos aliados, assim, depois de um conflito em Dockway, ela e sua trupe forem obrigadas a se retirar para Underbridge, onde ficaram, algumas noites, hospedadas com Fenster, o Pútrido. Nesse momento Natalya já trabalha com a tower girls, suas habilidades arcanas interessaram enormemente Ayala, e aos poucos ela alcançou status no interior do grupo.
Em busca de uma base para suas Tower, Ayala e Terisha partiram para investigar boatos de supostas entradas secretas nos pilares do Irespan. Foi quando se depararam com a estrutura do O Corvo, que tinha sua abertura desconhecida. Assim, graças a suas habilidades como alpinistas, acrobatas, e arrombadoras, elas conseguiram encontrar uma entrada no último andar, escondida por ilusões. Então, todo o grupo partiu, explorando o local, pouco a pouco, desarmaram antigas armadilhas, lidaram com mortos vivos ancestrais que defendiam seu sepulcro, abriram portas secretas e fizeram mecanismos a milênios construídos outra vez funcionar. Elas finalmente poderiam estabelecer a base para as Tower Girls no local mais apropriado possível!
Tudo começou a desandar quando Natalya sumiu, e, aparentemente com algo que teria encontrado em algum espaço ainda secreto para Ayala e suas companheiras. Terisha se encarregou de rastrear a meio-varisiana, e descobrir o que ela escondia,  o suposto item mágico poderoso que encontrara. Tudo deu errado quando um grupo, que também a procurava, acabou cruzando o caminho, encontrando a fugitiva antes, a derrotando, e supostamente recuperando o artefato. Terisha, em pequeno número, não tinha outra saída senão recuar.  Ayala a puniu, ela acabou perdendo seu posto de vice em comando para Karisa, mesmo porque a loira se recusava a receber o dom da licantropia, o que irritava a líder das tower girls.
Ayala já deixava de lado a suposta história do artefato quando uma pequenina criatura veio lhe procurar, Cyvis, um cobra goblin, gananciosa e narcisista. Irritante ao extremos, essa parte de sua narrativa se destaca por sua descrição daquela criatura que considerou atrevida e insuportável. Aparentemente, ela tinha estado ao lado de Natalya, quando a mesma procurava montar sua "tropa goblin", contudo, escondeu-se, e furtivamente pegou o artefato que caíra nos esgotos, levando-o consigo. A criaturinha se via no direito de negociar com Ayala, exigir uma posição de destaque em sua gangue, afinal, tinha recuperado o poderoso artefato, algo que faria com que as "tower girls finalmente conquistassem seu status como a maior e mais influente gangue sczarni em Magnimar", repetia e repetia a cobra goblin! Ao ponto de Ayala, impiedosamente, fatiar a criatura no meio e usar sua carcaça como ração de rato mula, como ela dizia no seu diário, "seu lugar devido entre as tower girls!"
Depois disso, aparentemente, o diário acaba no dia anterior a chegada do grupo no pilar, Ayala não escreve mais nada, apenas demostra, pelos mapas e cartas que escrevia para líderes sczarni de Magnimar, que ela pretendia algo grande, algo como se unir para tirar vantagens, tomar o poder e o território dos wreckwash blades... mas nenhum detalhes em seu diário, não tivera tempo para isso.

Wolkens, com a cabeça cheia com aquela leitura longa e densa não consegue avaliar o tesouro das tower, ou qualquer outro objeto ali, sobretudo o fragmento sem analisa-lo melhor.

Nesse meio tempo Skirish desceu na fonte que jorrava eternamente, afinal, andar sozinha na escuridão era algo que lhe deixava tranquila, não se incomodava com isso, e limpou suas roupas, seu corpo. As dores no seu peito se confundiam com as dores dos profundos cortes no seu rosto. Somadas aos enjoos e dor de cabeça aquela não seria a melhor das noites!
A espada de Terisha era masterwork, já coloquei nos status do seu ataque.

Dubaran e Sórce analisam, aos poucos, cômodo a cômodo, daquele lugar, e, olhando para o mapa de Kalnier como guia, percebem que teriam muito mais a explorar. Talvez outra hora, talvez utilizando o mapa pudessem compreender melhor aquela estrutura, facilitaria sua compreensão de passagens e entradas, como a submersa que ainda lhes era um mistério.
Já eram cerca de cinco horas, o sol nascia quente na baia de Magnimar, todos estavam exaustos, não restava muito a não ser dormir e descansar para o dia que viria. Que prometia grandes novidades, e, talvez, grandes perigos!
avatar
Pozo
Admin

Mensagens : 1095
Data de inscrição : 23/03/2014
Idade : 38
Localização : Osasco

Ver perfil do usuário http://shatteredbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Mano Sórce em Ter Jun 09, 2015 12:21 am

Sórce aproveita a carona com Skirish e desde até a fonte de água para se banhar, retirando o sangue de suas vestes. Ele estava um tanto suado, mas ao menos não precisou cair na água, evitando assim o contato com o sal. Após secar boa parte de suas vestes com um pouco de magia arcana leve (prestidigitação) ele retorna para aonde os outros se encontram, e enquanto Wolkens está lendo o tal diário ele capota na cama agora sem dona e descansa como se não housesse amanha, tendo grandes planos para o dia seguinte.
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 478
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Kalnier Wolkens em Ter Jun 09, 2015 9:16 am

Wolkens guarda o artefato em segurança. Não via o problema de tocar no shard - Sórce encostou com as mãos nuas e nada de ruim aconteceu - mas fazia sentido ter cautela. Depois de atualizar seus mapas e ler o diário de Ayala, Wolkens sentia-se exauso, porém satisfeito. Os escritos confirmavam suas deduções e prometiam algo ainda melhor; Natalya entrara num local secreto para as Tower Girls. Ou seja, ainda havia o que se explorar na Irespan, locais intocados por criminosos.

Aproveitando, Wolkens verifica como estão as Tower Girls que tinham capturado. Ele conversa com elas brevemente (no melhor de seu cavalheirismo) e as deixa confortáveis, mas ainda presas. Não pode confiar naquelas moças, infelizmente. Depois, ele tira a armadura, se lava usando a mesma fonte que seus companheiros e escolhe um local sem sujeira de rato para dormir, confiante que o olhar atento de Skirish manteria a guarda até que seu turno chegasse. Teve o impulso de conversar com Brinn naquele momento - a clériga esteve estranhamente quieta desde que entraram na Irespan - mas o sono o conquistou antes.

Wolkens passa seu turno de guarda no mesmo local de vigia escolhido por Skirish. Quando seus companheiros despertam, ele verifica se está tudo em ordem, se o artefato está seguro, e expõe o seguinte plano:

Naquela tarde voltariam à mansão, levando objetos confiscados (e as duas Tower Girls). Entregariam o artefato para Sheila e poderiam usar o próximo dia todo para descanso e vender os tesouros. Wolkens pretendia conversar com os Heidmarch, coletar informações se possível. Depois, voltariam para o Irespan e abririam aquela estranha porta de starmetal, terminariam de explorar o local e levariam quaisquer outra coisa importante de volta para os Pathfinders (e a devida compensação para os bolsos de cada um, é claro).
Ele insiste que retornar agora é uma ideia melhor que continuar explorando e insiste se alguém quiser discutir (argumentos abaixo), mas, no fim, ele segue a opinião da maioria.

Argumentos:
1) não sabemos o quao fundo isso vai, pode demorar tempo e estamos sem provisões (comida, por exemplo), 
2) já tem muita coisa pra levar de volta, vamos levar a primeira leva e aliviar a carga
3) tem umas 2 moças amarradas que falamos que levariamos de volta,
4) a porta não é facil de abrir, talvez tenha coisa mais complicada atras, e a Sheila pode dar informação a respeito,
5) estamos feridos, vamos descansar totalmente e voltar com HP e magias,
6) temos um certo artefato magico antigo que já deixou uma mulher insana antes, que ninguem sabe o que faz ou para que serve. Sheila estuda ruinas como aquela desde sempre, ela pode nos dar informações. Além de tudo, essa era a missão, 

7) a porta não vai a lugar algum. Podemos voltar depois. É o pulo de 1 dia apenas.

--
Fortitude: 1d20+4 11

Não fadigado!


Última edição por Kalnier Wolkens em Qua Jun 10, 2015 11:08 am, editado 3 vez(es)

_________________
Ficha. Status.
avatar
Kalnier Wolkens

Mensagens : 387
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Mano Sórce em Ter Jun 09, 2015 12:22 pm

Sórce dormiu o suficiente para recarregar suas baterias de super choque, e então levantou para se ocupar com o que era mais importante: o estudo daquele tão misterioso artefato que encontraram. Ele estava certo de que se compreendesse como aquela ferramenta funcionava poderia angariar mais poder arcano, o que se dúvida seria sensacional!
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 478
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Skirish (Blackout) em Qua Jun 10, 2015 5:53 pm

Skirish não se demorou ao se lavar e lavar suas roupas, e nem fez questão de ficar por lá. Sórce havia aproveitado o momento para ir lá fazer o mesmo, e ela queria ficar só. Não que ele tivesse dito alguma coisa... Mas a presença de outra pessoa, já lhe incomodava naquele momento que considerava íntimo. Voltou pro local da vigília e ali ficou até a hora de ser rendida por Wolkens.

Fez questão de circular no local, procurando algum invasor, antes de deitar, mas logo que o fez foi embalada num sono profundo. Estava doente e cansada. Finalmente, um pouco de descanso. Esperava que aquilo fizesse bem a ela, e que pela manhã, acordasse renovada.

Fortitude Save: 1d20+2 7
HaHa, isso ainda vai me matar

_________________
HP 18/18,  AC 17, touch 14, Flat 13. Fort +2, Reflex +7, Will +2. CMD 18.
Skills: Acrobatics +11, Bluff +3, Climb +9, Diplomacy +2, Disable Devices +9 (+10 to traps), Escape Artist +9, K:Dungeoneering +5, K: Local +5, Perception +5 (+6 to traps), Sleight of Hands +9, Stealth +11
avatar
Skirish (Blackout)

Mensagens : 373
Data de inscrição : 01/04/2014
Idade : 35
Localização : Salvador — BA

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Pozo em Qui Jun 11, 2015 4:35 pm



Sórce, Dubaran e Brinn  deitaram-se para descansar, recuperar sua energia, enquanto isso Skirish ficou na primeira vigília, até cerca de onze horas da manhã, quando Wolkens, que tinha dormido por cerca de cinco horas tomou seu lugar. A meio-orc estavam muito cansada, com dores e enjoos, demorou para dormir, conseguiu descansar por cerca de duas horas, ela não conseguiria ficar bem naquele local. O anão percebeu que ela precisava de tratamento, os sintomas e marcas da  "febre da imundície" tinham voltado, e com eles a convalescênça. Ela precisava novamente ser tratada, com urgência, caso contrário em poucos dias a doença cobraria seu preço.
Assim, apesar da opinião de Sórce, que pretendia ficar no local, e Dubaran, e concordava que ainda havia muito a se fazer, o restante decide que não tem outra escolha, deveriam voltar para Magnimar, descansar, e quem sabe, retornar para uma investigação mais detalhada das antigas ruínas thassilonianas.

Skirish Fatigued e com dano de Dex (-2) e Con (-3) ... Filth fever / Dex damage / Con damage: 1d3 2 1d3 3
Lembrando a mecânica para tratar Skirish = Brinn tinha tido sucesso no teste de Heal.
Geralmente causando danos estruturais nos reflexos e resistência da vítima. O tratamento com infusões simples, com ervas que podem ser encontradas facilmente, pode ajudar na recuperação (+4 competence bonus on his saving throw against the disease). Contudo, em uma cidade grande como Magnimar talvez o grupo encontre ervas raras vindas de Katapesh que ajudem no tratamento, aumentando a resistência aos efeitos (+ 2 on his saving throw against the disease). Se ficar de cama nos dias que se seguem, sendo tratados com infusões periódicas, isso também pode ajudar (+1 on his saving throw against the disease). A doença em si não costuma se curar sozinha, causando graves danos ao organismo da vítima, levando diversas vezes a morte!

Qual a estratégia para o retorno para o Solar Heidmarch?
avatar
Pozo
Admin

Mensagens : 1095
Data de inscrição : 23/03/2014
Idade : 38
Localização : Osasco

Ver perfil do usuário http://shatteredbr.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Kalnier Wolkens em Qui Jun 11, 2015 5:00 pm

Primeiro, transportar todo o loot para perto do pier e ver o quanto cabe nos barcos, considerando o espaço ocupado pelo grupo + as duas prisioneiras. Wolkens anota o inventário no pergaminho que sobrou. Tentemos usar qualquer pano, lençol, toldo, como trouxas improvisadas para carregar objetos. Coisas pequenas e/ou frágeis vão nas mochilas do pessoal, o quanto couber; coisas aparentemente menos valiosas ou mais resistentes (como as armaduras, armas, etc) vão nas trouxas. Ter cuidado para não deixar os barcos pesados demais. Se necessário deixemos aquilo de menor importancia para buscar depois, priorizando transporte e segurança dos objetos "históricos" (estátua, moedas antigas, etc).

Barco 1 vão Brinn e Skirish. Barco 2, Dubaran, Wolkens e uma prisioneira. Barco 3, Sórce e uma prisioneira. Amarramos coisas com cordas. Fiz a lógica de melhor distribuição de peso. Remamos normal, sem stealth, e com cuidado. Take 10 se der, tanto faz se demorar, o importante é chegar do outro lado sem virar os barcos.

_________________
Ficha. Status.
avatar
Kalnier Wolkens

Mensagens : 387
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Mano Sórce em Sex Jun 12, 2015 12:28 am

Enquanto Wolkens vai organizando a logística da situação, Sórce sente que eles ainda precisam de alguma informação antes de seguirem adiante. E ele constuma acreditar em seus feelings. "Tio Wolkens, dexa eu pegá a parada aí que to pricisanu di vê um negócio aqui." Se não tiver problema, ele pega o artefato e vai com ele para analisar a porta, garantindo aos outros que não vai abrí-la.

Novamente ele vai estudar a mandinga do troçinho, tentando entender qual a relação dele com a porta, ou ao menos o que esse bagulho faz.
Spellcraft ou K.Arcana: 1d20+6 19
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 478
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Kalnier Wolkens em Sex Jun 12, 2015 12:14 pm

"...certo." Wolkens faz o possível não esboçar reação depois de ser chamado de 'tio' e entrega o artefato nas mãos do feiticeiro.
Apesar dos preparativos, o cavaleiro segue Sórce até a sala da porta, só para que ninguém ficasse andando sozinho pelo Irespan, especialmente perto da única passagem não explorada. Além disso, estava curioso. Ele observa em silêncio, sem atrapalhar.

_________________
Ficha. Status.
avatar
Kalnier Wolkens

Mensagens : 387
Data de inscrição : 06/10/2014
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Mano Sórce em Sab Jun 13, 2015 12:24 pm

Sórce fica ali estudando a parada por um longo período. De vez em quando ele tenta algum efeito mágico com o artefato, analisando as reações. "Mucho loko essi negócio." Ele continua ali olhando e avaliando, por tanto tempo quanto Wolkens estiver ali incomodando ao invés de ir cuidar das suas obrigações.
avatar
Mano Sórce

Mensagens : 478
Data de inscrição : 29/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1: Fragmentos do Pecado ➲ Terceira Parte: No ninho do corvo.

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 18 de 19 Anterior  1 ... 10 ... 17, 18, 19  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum